Assine e navegue sem anúncios [+]
Trazido pelos viajantes

Curitiba concentra 60% dos casos de sarampo do Paraná

Nesta semana foram confirmados mais 33 casos na Capital
Nesta semana foram confirmados mais 33 casos na Capital (Foto: Franklin de Freitas/Arquivo)

Em balanço divulgado nesta quinta-feira (5), Curitiba totaliza 339 casos confirmados de sarampo no município em 2019 — 33 deles são novos. A faixa etária em que há maior número de registros confirmados é entre 20 e 29 anos, o que corresponde a 54,3% do total. A idade mediana é 22 anos.

A Capital concentra mais de 60% dos casos registrados no Paraná no período. São 538 pessoas que estão ou contraíram a doença no Estado. O boletim desta semana registra 59 novas confirmações, um aumento de 12% em relação ao balanço anterior. Pela primeira vez, há confirmações em Quitandinha, Rio Negro, São Mateus do Sul e Marechal Cândido Rondon.

A concentração de casos em Curitiba e região tem uma explicação: a maior densidade populacional de Curitiba e pela grande ligação comercial que a capital paranaense tem com a capital paulista, favorecendo o trânsito de pessoas entre os dois municípios.

A maior concentração de casos no país é no estado de São Paulo, com 12.727 casos confirmados de sarampo até quarta-feira da semana passada. A capital paulista é a cidade com a maior concentração de casos daquele estado: quase 60%.

Foi pelos viajantes que o vírus foi “trazido” para a capital paranaense e, consequentemente, a transmissão do vírus passou a ocorrer mais entre as pessoas deste município, explica a Secretaria Municipal de Saúde, em matéria na Agência de Notícias da Prefeitura.

Além dos confirmados, a Secretaria Municipal da Saúde investiga, em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), outros 493 casos suspeitos da doença no município – a maior parte só pode ser confirmada após a realização de exame de sangue, coletado sete dias após o surgimento das manchas vermelhas na pele.

DESTAQUES DOS EDITORES

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. OK