Publicidade
Boletim

Curitiba confirma dez novos casos de coronavírus; sete mortes são investigadas

(Foto: Reprodução)

A médica infectologista da Prefeitura de Curitiba, Marion Burger, participou nesta quarta-feira (2 de abril) da transmissão de uma live no Facebook, na qual atualizou os cidadãos curitibanos sobre a situação do novo coronavírus na cidade e também respondeu alguns questionamentos de internautas.

Nas últimas 24 horas, 10 novos casos da Covid-19 foram confirmados no município, com o total de pacientes que tiveram ou tem a doença chegando a 109. Desses, 28 estão internados atualmente, sendo que de ontem para hoje dois pacientes tiveram seus sintomas agravados e precisaram de internação. A boa notícia é que 54 pacientes já estão recuperados. Além disso, há 216 casos suspeitos e 597 descartados.

Por enquanto, não há óbitos confirmados na cidade. Das 32 mortes investigadas, 25 já foram descartados e outros sete seguem em investigação - ontem, haviam apenas dois óbitos sendo investigados pelo município.

Nove pacientes graves

Dos 28 pacientes de Curitiba internados, nove estão em estado grave, entre eles o médico Jamal Munir Bark, que atende na Upa do Boqueirão e também em Rio Branco do Sul, na região metropolitana de Curitiba (RMC). Segundo Marion Burger, a melhora do profissional de saúde tem ocorrido gradativamente.

"Quando faz o quadro grave, necessita de muitos dias de internação. Há duas semanas já estamos noticiando esse período do Dr., Jamal. Está melhorando gradativamente, melhorando função renal, padrões respiratórios, e esperamos que em breve ele e os outros pacientes internados se recuperem e fiquem melhor", disse a médica.

De 15 a 81 anos

Dos pacientes que tiveram confirmada a contaminação pelo novo coronavírus, o mais jovem é um adolescente de 15 anos e a mais velha, uma mulher de 81 anos. Ela não precisou de internamento e ficou o período de recuperação em casa, disse Burger. Já a mediana de idade é 52 anos.

"Então, é realmente a população acima de 50 anos que a gente pode se preocupar, particularmente os pacientes com mais de 60 anos, que tem tendência de apresentar mais comorbidades e complicações", afirma a médica.

Atendimentos telefônicos

Desde o dia 17 de março até hoje (02 de abril), a Prefeitura realizou 12 mil atendimentos telefônicos de pessoas que aprsentavam problemas respiratórios, sendo que 5 mil são acompanhados diariamente pela cidade, segundo Burger. "Estamos olhando agora pacientes internados e casops graves de doença respiratória infecciosa, mas também temos o registro de quantas pessoas estão com quadro gripal estimado em Curitiba".

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES