Fogo

Curitiba já registra mais de mil incêndios no ano

Inc\u00eandio no Juvev\u00ea come\u00e7ou no final da manh\u00e3 e bloqueou a via
Inc\u00eandio no Juvev\u00ea come\u00e7ou no final da manh\u00e3 e bloqueou a via (Foto: Ernani Ogata)

Um incêndio destruiu um apartamento no bairro Juvevê, no final da manhã de ontem. De tarde, um trecho de vegetação rasteira pegou fogo às margens da BR-277 no  perímetro urbano da Grande Curitiba. Estes dois tipos de ocorrências — incêndios em edificações e ambientais — são os mais frequentes na Capital neste ano. Mas não são os únicos. De janeiro até agora os Corpo de Bombeiros registrou 1.051 casos de incêndios em Curitiba.
Do total computado, 387 foram em edificações e outros 361 foram incêndios ambientais, como queimadas. Ainda foram 158 casos de fogo em meios de transporte e 145 identificados como outros. Em relação a uma comparação com o mesmo período do ano passado, os números podem ser discrepantes, já que a partir de agosto de 2018 o sistema  dos bombeiros mudou.
Não se sabe a causa do incêndio no Juvevê. Segundo testemunhas, o apartamento estava vazio quando o fogo começou. O trânsito na região — na Rua José de Alencar, entre as ruas Simon Bolívar e Dr Goulin — ficou bloqueado para atendimento dos bombeiros. Não há informações sobre feridos. O trânsito foi liberado no começo da tarde.

Ocorrências em Curitiba em 2018

Incêndios em edificações

387

Incêndios ambientais

361

Incêndios em meios de transportes

158

Outros

145