Publicidade
Indicador da Educação Básica

Curitiba melhora indicador de educação e segue como referência para o resto do País

Curitiba melhora indicador de educação e segue como referência para o resto do País
(Foto: Luiz Costa/SMCS)

Referência no ensino público municipal, Curitiba teve novo crescimento no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), o principal indicador da qualidade da educação no País. O Ideb das escolas municipais para os anos iniciais do ensino fundamental (1º ao 5º) passou de 6,3 para 6,4 e superou em 3,2% a meta estabelecida pelo Ministério de Educação (MEC) para a cidade, que era de 6,2.

Os dados são referentes ao ano de 2017 e foram divulgados nesta segunda-feira (3/9) pelo Ministério da Educação. Com este desempenho, Curitiba continua com o melhor ensino público do país entre as capitais com mais de um milhão de habitantes.

Outro destaque da capital é o grupo de 120 escolas da rede municipal (69% das unidades) que manteve ou apresentou crescimento no Ideb em relação ao levantamento de 2015.

“Nossos curitibinhas comprovaram no Ideb que estão aprendendo mais e melhor”, diz o prefeito Rafael Greca. O resultado, segundo Greca, revela a prioridade da administração com a área da educação. “Boa gestão e investimentos nos permitiram chegar até aqui. Esse é um dos frutos do ajuste fiscal”, explica.

O Ideb mede a qualidade do ensino com base em dados sobre aprovação e desempenho escolar obtidos em provas de língua portuguesa e matemática do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), do Instituto de Pesquisa Anísio Teixeira (Inep).

Em relação aos anos finais do ensino fundamental (6º ao 9º), Curitiba é a primeira colocada entre as capitais com mais de um milhão de habitantes, com 5,2. Das 185 escolas da rede municipal, apenas 11 atendem estudantes do 6º ao 9º ano.

Formação de professores

Os resultados do Ideb são importantes para que as escolas possam analisar e qualificar os dados coletados pelo Inep e corrigir e aplicar novas estratégias e políticas. Com a análise dos dados é possível, por exemplo, constatar onde estão os avanços ou a dificuldade dos estudantes e, a partir daí, reformular ou potencializar a formação dos professores na área.

“Curitiba é uma cidade educadora com a criação e a retomada de políticas e práticas inovadoras”, destacou a secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila. Entre os destaques que asseguraram avanços na educação municipal, ela cita o programa Linhas do Conhecimento, os Faróis do Saber e Inovação e o Veredas Formativas, que garante autonomia para o professor definir sua trajetória de formação.

Outro destaque é o programa Transformado Realidades: Equidade na Educação. Por meio do programa, um grupo de escolas que apresentam vulnerabilidades recebem valor adicional no repasse do Fundo Rotativo para investimentos em recursos pedagógicos, além de um projeto especial de Apoio Pedagógico.

Políticas públicas

O Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) é um dos componentes do Ideb. É o processo de avaliação em larga escala realizado a cada dois anos para subsidiar a elaboração, o monitoramento e o aprimoramento de políticas públicas.

Com testes e questionários, o Saeb reflete os níveis de aprendizagem dos estudantes. Em 2017, os estudantes dos 5º anos das escolas municipais de Curitiba apresentaram crescimento nas proficiências de língua portuguesa e matemática.

DESTAQUES DOS EDITORES