Assine e navegue sem anúncios [+]
Reciclagem

Curitiba recebe a exposição "Vida das Torres"

Curitiba recebe a exposição “Vida das Torres”, da fotógrafa Michele Zambon. A mostra é composta de doze imagens que retratam o cotidiano da coleta de materiais recicláveis, atividade a qual se dedicam cerca de três mil, dos oito mil moradores da Vila das Torres, uma das mais antigas favelas de Curitiba.

Fique por dentro do guia cultural de Curitiba no Bem Paraná.

Neste ensaio documental, feito em filme preto e branco, a fotógrafa lança seu olhar sobre o lado menos conhecido destes homens, mulheres, idosos e crianças que se dedicam à reciclagem.  São famílias inteiras que enxergam este trabalho como sua única opção de sobrevivência e apesar da importância da atividade que desenvolvem, não têm seus esforços reconhecidos. Segundo o fotógrafo João Urban, que assina o texto de abertura da exposição, as imagens revelam “os bastidores provisórios/definitivos, refúgios de onde esses personagens partem para a rotina perigosa de sua safra, para onde regressam para o repouso escasso e onde se escondem dos olhares impiedosos da metrópole”.

No texto, Urban traça um paralelo entre os catadores de papel da cidade e os colhedores de café e algodão que perderam seus trabalhos durante o êxodo rural nos anos 60 e 70. “Grandes contingentes humanos deixaram para trás sua tradição de agricultores, de homens e mulheres do campo. [...] Na cruel lavoura urbana, reinventaram suas profissões de colhedores de algodão, de café, resgatando do lixo semeado pelos moradores da cidade, o precioso papel, o vidro, o plástico que lhes garante a parca alimentação. [...] Sobreviventes da guerra silenciosa que os expulsou de suas querências, três personagens da fotógrafa, a mãe com o olhar perdido no ‘extra-quadro’, uma criança menor encarando as lentes da câmara e outra, com os braços erguidos, num gesto que ganha significados múltiplos ao congelar-se nos grãos de prata”.

Sobre a fotógrafa

Formada em Jornalismo pela PUC-PR em 2005, Michele descobriu o gosto pela fotografia ainda na faculdade, época em que foi duas vezes premiada na categoria Reportagem Fotográfica do Prêmio Sangue Novo de Jornalismo do Sindicato dos Jornalistas do Paraná - recebendo o primeiro lugar com o ensaio "Vida das Torres" no ano de 2004. Especialista em Fotografia pela UEL (2006), atualmente, cursa a pós-graduação em Fotografia e Imagem em Movimento nas Faculdades ESEEI e Instituto IDD. 

Serviço

Exposição “Vidas das Torres”
Local: Sesc da Esquina – 4º andar (R. Visconde do Rio Branco, 969)
Data: 27/08 a 26/11
Horário: De segunda a sexta-feira das 8h às 22h e sábado das 9h às 20h
Informações: (41) 3304-2222

DESTAQUES DOS EDITORES

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. OK