Média semanal

Curitiba registra o menor número de casos novos de Covid-19 desde outubro

Índices da Covid-19 terminam 80ª semana muito positivos: vacinação é um dos motivos para controle da pandemia
Índices da Covid-19 terminam 80ª semana muito positivos: vacinação é um dos motivos para controle da pandemia (Foto: Franklin de Freitas)

A octogésima (80ª) semana com Curitiba enfrentando a Covid-19 chegou ao fim deixando indicadores positivos quanto à evolução do quadro pandêmico, com mais um importante indicativo de arrefecimento da crise sanitária a partir da imunização massiva da população. Conforme dados divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), houve redução no quantitativo de diagnósticos da doença causada pelo SARS-CoV-2, um menor número de óbitos confirmados e também uma relevante queda nos casos ativos.

Ao todo, entre o penúltimo domingo (19/9) e o último sábado (25/9), quando a Prefeitura de Curitiba divulgou o último boletim do coronavírus, foram confirmados na capital paranaense 2.158 casos novos de Covid-19, com uma média de 308 diagnósticos diários.

O número aponta para uma queda de 14,33% no quantitativo de casos novos em relação à semana 79 (entre 12 e 18 de setembro), quando haviam sido diagnosticadas 2.519 novas infecções (360 casos diários) entre os curitibanos.

Além disso, desde a semana pandêmica 33, ainda no ano passado, a capital paranaense não registrava um patamar tão baixo de casos novos ao longo de toda uma semana. Naquela ocasião, haviam sido divulgados 2.145 casos novos (média de 306 por dia) entre os dias 25 e 31 de outubro.

Mortes abaixo de 100
Também houve queda na última semana nas mortes causadas por complicações da infecção provocada pelo novo coronavírus. Ao todo, foram registrados 92 óbitos entre 19 e 25 de setembro, com uma média de 13 mortes anunciadas diariamente. Na semana anterior (79) haviam sido divulgados 109 falecimentos, com média de 15,6 registros por dia.

Desde a semana 50, entre os dias 21 e 27 de fevereiro, em apenas outras três ocasiões a capital paranaense registrou menos de 100 mortes ao longo de uma semana cheia (domingo a sábado): na semana 78, ainda no começo deste mês, com 84 registros; na semana 73, no início de agosto, com 91 mortes; e na semana 71, entre 18 e 24 de julho, com 98 falecimentos.

Curitiba pretende vacinar 30 mil adolescentes com comorbidade
Curitiba abre nesta segunda-feira (27) a vacinação para os adolescentes com comorbidades nascidos em 2005, 2006, 2007, 2008 e 2009 (neste caso, exclusivamente até 27/9/2009), fechando o chamamento deste grupo prioritário, com aqueles com até 12 anos completos.

Os adolescentes com deficiência nascidos até 27/9/2009, e aqueles com comorbidades nascidos até 2004, convocados para a vacinação nesta quinta-feira (23), que não puderam comparecer, terão uma nova oportunidade hoje) também.

A vacina estará disponível nesta data, especificamente para este público, em 25 pontos de vacinação, das 8h às 17h. Três deles são novos: US Atuba, Tarumã e Abranches (veja a lista completa e os endereços abaixo). A expectativa é vacinar 30 mil pessoas.

Nova chance para segunda dose - Curitiba voltou a promover uma vacinação expressiva em um único dia, no sábado (25/9), dia de mutirão de antecipação para segunda dose da Pfizer. Foram vacinadas 44.848 pessoas, quase 30 mil a menos que a meta As pessoas que foram chamadas para antecipar a segunda dose da Pfizer neste sábado (25/9), e não puderam comparecer, terão uma nova oportunidade durante a próxima semana, num cronograma escalonado pela Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba. Serão 25 locais de vacinação

Segunda dose
Segunda-feira (27/9)
- Vacinados com a primeira dose da Pfizer entre os dias 3 a 9 de julho
Terça-feira (28/9)
- Vacinados com a primeira dose da Pfizer no dia 10 de julho
Quinta-feira (30/9)
- Vacinados com a primeira dose da Pfizer entre os dias 12 a 24 de julho

Capital finalmente ‘bate meta’ estabelecida em julho
Além dos dados semanais, a análise diária da evolução de casos ativos de Covid-19, ou seja, do número de pessoas que se sabe que estão atualmente infectadas e possivelmente transmitindo o novo coronavírus, também teve uma queda importante entre os curitibanos ao longo da última semana.

No sábado (25), por exemplo, haviam 4.659 casos ativos na cidade, o que aponta para uma redução de 31,8% no contingente de pessoas infectadas na comparação com 14 dias antes, sendo que os números registram quedas diárias consecutivamente desde 31 de agosto.

O número do último sábado é também o menor de pessoas infectadas na cidade desde 10 de novembro de 2020, quando haviam 4.431 curitibanos na fase ativa da doença.

Ainda no começo de julho, quando Curitiba havia retornado para a bandeira amarela no enfrentamento à crise sanitária após 133 dias, a secretária municipal de Saúde, Márcia Huçulak, havia citado que a meta do município era baixar, nas semanas seguintes, o número de casos ativos para algo entre 4 e 5 mil (na época estava acima de 7 mil).

Demorou, mas a ‘meta’ foi batida.

Mais 2.035 casos e 50 mortes no Paraná
A Secretaria de Estado da Saúde divulgou ontem mais 2.035 casos confirmados e 50 mortes — referentes aos meses ou semanas anteriores e não representam a notificação das últimas 24 horas — em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus.

Os dados acumulados do monitoramento da Covid-19 mostram que o Paraná soma 1.498.254 casos confirmados e 38.670 mortos pela doença.