Vacinação

Curitiba tem 76,8% da população totalmente imunizada contra a Covid

População vacinada com primeira dose chega a corresponde a 82%
População vacinada com primeira dose chega a corresponde a 82% (Foto: Franklin de Freitas)

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba vacinou, até esta segunda-feira (24/1), 1.598.696 pessoas com a primeira dose ou a dose única (Janssen) da vacina anticovid, o que corresponde a 82% de toda a população da cidade. Em relação à população completamente imunizada (com duas doses ou dose única), a cobertura chega a 76,8%.

Ao todo, Curitiba já aplicou 3.605.244 unidades do imunizante, sendo 1.560.338 primeiras doses e 1.457.955 segundas doses; 38.358 doses únicas; 546.404 doses de reforço (3ª dose) e 2.189 doses de segundo reforço (4ª dose, para pessoas imunossuprimidas).

Vacinados com 18 anos ou mais
Entre a população com 18 anos ou mais, 1.423.776 receberam a primeira dose; 1.370.096 receberam a segunda dose e 38.358 pessoas receberam a vacina em dose única.

Curitiba também está aplicando as doses de reforço para quem já completou o ciclo de imunização. Até esta segunda-feira (24/1), 546.404 pessoas receberam a dose de reforço (3ª dose) e 2.189 receberam a segunda dose de reforço (4ª dose).

Adolescentes e crianças
Até o momento, a SMS vacinou 123.113 adolescentes entre 12 e 17 anos. Destes, 87.859 já receberam também a segunda dose.

Curitiba iniciou a vacinação de crianças de 5 a 11 anos em 17 de janeiro, com a aplicação da pediátrica da Pfizer. Até segunda-feira (24/1), 13.449 crianças haviam recebido a primeira dose.

Doses recebidas
Até o momento, Curitiba recebeu do Ministério da Saúde, repassadas pelo Governo do Paraná, 3.881.107 doses de vacinas, sendo 1.678.212 para primeira dose (dessas, 20.270 são doses pediátricas), 1.584.345 para segunda dose, 38.290 doses de aplicação única e 580.260 doses de reforço. Nesse montante já estão contabilizados os 5% de reserva técnica.

A reserva técnica é uma medida de segurança, faz parte dos protocolos da logística e é necessária para evitar problemas no fluxo de imunização que possam ser causados por imprevistos eventuais, como a quebra acidental de frascos.

O município tem capacidade para vacinar mais de 30 mil pessoas por dia, já tendo aplicado 45,6 mil doses em um único dia, e o avanço do cronograma de imunização ocorre à medida que as doses são enviadas pelo Ministério da Saúde ao governo estadual, responsável por distribuir os lotes do imunizante aos municípios.