Publicidade
Amazônia

Curitiba tem protesto contra política ambiental do governo Bolsonaro. Veja fotos e vídeo

A manifestação SOS Amazônia contra queimadas, desmatamento e a política ambiental do governo do presidente Jair Bolsonaro reuniu centenas de curitibanos na noite desta sexta (23) no Centro de Curitiba. O  ato foi organizado por estudantes da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e o coletivo CWB Resiste.“Não existe floresta em pé se a gente ficar sentado(a)”, destaca a organização do ato. Entre os manifestantes, muitas crianças, adolescentes e índios. Muitos carregavam cartazes e alguns estavam fantasiados com temas da natureza.

Os manifestantes se reuniram por volta das 18 horas na Praça Dezenove de Dezembro e seguiram pela Rua XV de Novembro para a Boca Maldita. 

“O projeto de extermínio tem nome: agronegócio e Bolsonaro. 1. Em março deste ano Bolsonaro cortou 50% do IBAMA para a construção do Prevfogo, um centro de prevenção de incêndios; 2. R$5,4 milhões a menos no ICMBio para fiscalização e combate a incêndio; (…) Por isso, em diversas cidades do Brasil iremos às ruas em defesa da Amazônia”, diz a descrição do evento nas redes sociais. Há um pedido para que os interessados compareçam vestidos de preto. Entre as lideranças políticas envolvidas, estava o deputado estadual Goura (PDT).

Pressionado, Bolsonaro autoriza operação das Forças Armadas na Amazônia para combater incêndios

Governo orienta embaixadas a defender políticas de Bolsonaro para Amazônia

São Paulo e Rio têm protestos contra incêndios na Amazônia

De acordo com dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o número de pontos de queimada no País é o maior dos últimos sete anos, com 72,8 mil ocorrências. Mais de 38 mil focos de incêndio – 52% do total – se concentraram na Amazônia. O Paraná registrou 1683 queimadas, segundo o levantamento.

Corredor de fumaça - O Paraná está entre as regiões afetadas por um corredor de fumaça proveniente das queimadas na Amazônia, que vem descendo pela América do Sul e chegou escurecer o céu de diversos municípios das regiões mais a Oeste, Norte e Noroeste do Estado. A relação entre a fumaça e a escuridão que tomou conta de alguns municípios é confirmada pela empresa MetSul Meteorologia. Procurado pelo jornal Bem Paraná, o diretor do instituto, Alexandre Aguiar, afirmou que o ar no Paraná, assim como São Paulo e outros estados, “está repleto de material particulado de fumaça de queimadas”.

Neste sábado (24), está programada outra manifestação relacionada à proteção da Amazônia, chamada “Ato Para Limpar as Ruas”,  que está marcada para ocorrer na região entre o Largo da Ordem e a Praça Tiradentes, no Centro da cidade, a partir das 13 horas. O evento no Facebook tinha até a noite desta sexta,l 436 confirmações e 1200 interessados. 

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES