Publicidade
FCC

Curitiba teve mais de 10 mil ações culturais em 2018

(Foto: Cido Marques/FCC)

A Fundação Cultural de Curitiba encerra o segundo ano da gestão do prefeito Rafael Greca com saldo positivo. Com programação permanente em 75 espaços próprios e a oferta de ações em centenas de espaços parceiros, a FCC contabilizou mais de 10 mil ações em toda a cidade (em 2017 foram sete mil) com 2,8 milhões de participações.

Das ações realizadas, 66% atenderam a população dos bairros, atingindo mais de 1,7 milhão de pessoas.

“A Fundação Cultural tem a responsabilidade de promover o desenvolvimento sociocultural e artístico da cidade de Curitiba. Em 2018 conseguimos avanços significativos, principalmente no atendimento aos bairros, com o lançamento de edital específico para as Regionais e a oferta permanente de atividades de todas as áreas culturais”, destaca Ana Cristina de Castro, presidente da Fundação Cultural.

A FCC realizou também, ao longo do ano, grandes eventos do calendário cultural da cidade: a Oficina de Música, o Carnaval, o Aniversário da Cidade, a Paixão de Cristo e o Natal de Curitiba Luz dos Pinhais, e garantiu apoio para a realização de outras importantes iniciativas e manifestações culturais populares.

 

DESTAQUES DE 2018

Oficina de Música

Com o tema Misture-se, reforçando a realização simultânea das áreas erudita e popular, a 35ª Oficina de Música de Curitiba reuniu cerca de 50 mil pessoas.

Além dos 96 cursos ministrados por 104 professores para um número superior a 1400 alunos do Brasil e do exterior, foram realizados mais de 160 eventos.

Entre as principais atrações, o show de Toquinho com a participação de crianças do projeto MusicarR, e o concerto de Martinho da Vila com a Orquestra à Base de Corda.

Incentivo       

Os investimentos em cultura foram ampliados em 2018. A Prefeitura dobrou o repasse ao Fundo Municipal de Cultura, com valor de R$ 5 milhões, que permitiu o lançamento de 17 editais nas mais diversas linguagens artísticas, incluindo editais específicos para as Regionais e para ações de promoção do Patrimônio Cultural. Foram 192 projetos aprovados.

Outros R$ 13,6 milhões foram liberados para captação de projetos aprovados em editais do Mecenato Subsidiado.

Praça do Circo

O programa Praça do Circo foi criado para acomodar circos nacionais, de médio porte, em espaços públicos de Curitiba.

A inauguração ocorreu em outubro com o Circo Zanchettini. Instalado no Parque Barigui já atendeu cerca de 12 mil pessoas.

Em janeiro de 2019, outro circo, selecionado por edital, será instalado no Parque Náutico.

Ônibus da Cultura

A Fundação Cultural também foi parceira do Solar do Rosário no projeto Artes e Patrimônio - Ônibus da Cultura. Desde que foi lançado, em junho, o ônibus já fez parada em parques, praças, ruas da cidadania, escolas e outros espaços nas 10 regionais da cidade.

Rosto da Cidade

O programa envolve melhorias de prédios públicos e privados de interesse histórico e melhorias na acessibilidade, paisagismo e iluminação pública.

Artes visuais

O calendário de exposições atraiu um público de mais de 600 mil pessoas, nas cerca de 500 atividades promovidas em todas as regiões da cidade, entre exposições, cursos e oficinas.

Destaque para algumas mostras como Pollicappelli Apresenta, do artista Nini Pollicappelli,  e Tomie Ohtake em Curitiba – Vultos.

A cidade também ganhou do Instituto Tomie Ohtake a obra Curitiba, uma escultura instalada na Praça do Japão.

Cinema

A Cinemateca e o Cine Guarani promoveram 605 exibições de filmes e mostras, para um público de cerca de 35 mil pessoas.

Circo

O Circo da Cidade, Lona Zé Priguiça retomou suas atividades de formação e difusão, e até novembro atendeu mais de 36 mil pessoas, entre alunos das oficinas e público nos espetáculos.

Dança

Com ações na área de fomento, difusão, formação e ações especiais, foram mais de 44 mil pessoas atendidas em cerca de 400 atividades.

Literatura

O incentivo à leitura promovido pelo programa Curitiba Lê, que completou oito anos, realizou mais de 3.700 ações nos espaços de literatura e casas da leitura, para um público de 155.381 pessoas.

Música

A Fundação Cultural manteve a agenda de concertos dos seus grupos artísticos, como a Camerata Antiqua de Curitiba, as orquestras à Base de Sopro e de Cordas, o Vocal Brasileirão, e corais Brasileiro e Brasileirinho.

Também investiu nos programas Nosso Canto, presente nas 10 regionais, e no programa MusicaR, de musicalização infantil, que hoje acontece em cinco regionais.

Foram cerca de 3 mil atividades, para um público de mais de 1,2 milhão de espectadores.

Teatro

Mais de 80 mil pessoas estiveram presentes nos teatros e espaços das ruas da cidadania para acompanhar as 561 apresentações de teatro adulto e infantil que ocorreram ao longo do ano.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES