Comorbidades e prioritários

Curitiba vacina os de 53 ou mais nesta sexta e inicia com professores na segunda-feira

Vacinação em Curitiba atinge mais dois grupos nos próximos dias
Vacinação em Curitiba atinge mais dois grupos nos próximos dias (Foto: Pedro Ribas/SMCS)

Curitiba faz nesta sexta-feira (14) a aplicação da primeira dose da vacina contra Covid-19 para pessoas com comorbidades de 53 anos ou mais. Ontem, a vacinação foi para o grupo de 55 anos ou mais. Na segunda-feira terá início à imunização dos professores.

O atendimento de pacientes com comorbidades será realizado de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h, nos 18 pontos de vacinação da cidade. Todos devem apresentar documento de identificação com foto, comprovante de residência em Curitiba e levar uma caneta.

Para facilitar o processo de vacinação e evitar filas, a Secretaria Municipal da Saúde pede que as pessoas que não são pacientes do SUS curitibano preencham antecipadamente o cadastro na plataforma Saúde Já, pelo aplicativo de celular ou pelo site www.saudeja.curitiba.pr.gov.br.

Nesta etapa de vacinação para portadores de comorbiddes, a Secretaria Municipal de Saúde atenderá quem comprovadamente tenha algum dos 22 tipos de doenças preexistentes listadas no Plano de Imunização Contra a Covic-19, do Ministério da Saúde.

É importante que as pessoas certifiquem-se com seus médicos se sua comorbidade está contemplada nesta listagem, já que há doenças com nomes parcialmente parecidos e nem todas fazem parte da lista.

Professores

A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba inicia na segunda-feira (18) a imunização dos professores e trabalhadores da educação, tanto da rede pública quanto da rede privada. Na primeira fase para este grupo, estão sendo chamados exclusivamente os profissionais com 59 anos completos – aqueles acima de 60 anos já foram vacinados nos grupos gerais de idosos.

Além disso, seguindo orientação da Secretaria de Estado da Saúde, estão sendo chamados neste momento apenas professores e trabalhadores da Educação Básica (creches, CMEIs, pré-escolas, ensino fundamental, ensino médio, ensino profissionalizante e Educação de Jovens e Adultos).

A SMS recebeu do governo do estado 4.645 doses de imunizante para aplicar neste público. A sequência de imunização deste grupo depende da chegada de novos lotes de vacinas.

A imunização dos profissionais de educação vai acontecer das 8h às 17h em dez pontos de vacinação, um por distrito sanitário.. O profissional precisará se dirigir especificamente ao ponto de vacinação da região onde está a escola em que ele atua, munido de uma declaração fornecida pela instituição e um documento que comprove a vinculação ativa do profissional com a escola.

Pfizer — A Secretaria de Estado da Saúde disponibilizará 45.630 doses da vacina da Pfizer para Curitiba, hoje. Este quantitativo representa mais de 67,24% do lote encaminhado ao Paraná nesta semana, composto por 67.860 doses.

Influenza

Gripe, Covishield e CoronaVac

Além de abrir a vacinação contra Covid-19 para professores com 59 anos completos, a partir da próxima semana também estará liberada a vacinação contra a gripe para a categoria. A vacinação contra gripe acontece em todas as unidades básicas de saúde que estão abertas, exceto naquelas que fazem vacina de covid-19.

O diretor do Centro de Epidemiologia da SMS, Alcides Oliveira, reforça, porém, que é preciso haver um intervalo de 14 dias entre a aplicação das doses das vacinas contra covid-19 e gripe. “Quem for tomar a vacina contra o covid-19 agora, pedimos que aguarde 14 dias para tomar a vacina contra a gripe”, diz.

O Paraná recebeu ontem mais 244,8 mil vacinas contra a Covid-19, sendo 118 mil doses da Covishield, produzida pela AstraZeneca e Fiocruz, além de 126.800 doses da CoronaVac, da parceria entre a Sinovac e o Instituto Butantan. Os imunizantes fazem parte da 19ª remessa de distribuição do Ministério da Saúde

Paraná deve atingir um milhão de casos de Covid-19 entre sexta e sábado

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta quinta-feira (13) mais 5.053 casos confirmados e 132 mortes pela Covid-19 no Paraná. Os números são referentes aos meses ou semanas anteriores e não representam a notificação das últimas 24 horas. Os dados acumulados do monitoramento da doença mostram que o Estado soma 996.928 casos confirmados e 24.042 óbitos.

Muito provavelmente o Estado deve atingir a marca de um milhão de casos desde o início da pandemia hoje ou amanhã, se os números dos últimos dias se repetirem. O Estado também está muito próximo da marca de 25 mil mortes pela doença.

Curitiba

A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba registrou, nesta quinta-feira (13), 685 novos casos de Covid-19 e 24 óbitos de moradores da cidade infectados pelo novo coronavírus. Até o momento foram contabilizadas 4.992 mortes na cidade provocadas pela doença neste período de pandemia e 199.795 moradores de Curitiba testaram positivo. Assim como o Paraná, a Capital deve atingir a marca simbólica dos 200 mil casos e cinco mil mortes nesta sexta (14) ou sábado (15)

São 7.512 casos ativos na cidade, correspondentes ao número de pessoas com potencial de transmissão do vírus. 187.291 estão liberados do isolamento e sem sintomas da doença.

Brasil

O Brasil bateu a marca das 430 mil vidas perdidas para a pandemia do novo coronavírus. Nesta quinta-feira (13), foram registradas 2.383 novas mortes. Com isso, o total de vítimas que não resistiram à Covid-19 chegou a 430.417. Foram ainda 74.592 novos casos confirmados, totalizando 15.433.989 até ontem.