Movimento

Curitiba vive fim de ano diferente de 2020 e rotina de ‘quase normalidade’

Desde novembro, o fluxo de pessoas e carros nas ruas está sensivelmente mais alto
Desde novembro, o fluxo de pessoas e carros nas ruas está sensivelmente mais alto (Foto: Franklin de Freitas)

Diante da melhora do quadro pandêmico nos últimos tempos, Curitiba finalmente vivencia um movimento de reabertura consistente, nos primeiros esforços e esboços do que pode vir a ser o tão esperado retorno à normalidade ou a vida pós-pandemia. Tal movimento, naturalmente, reflete no fluxo de pessoas nas ruas, ao ponto de se poder afirmar que um ano e nove meses depois do coronavírus passar a fazer parte da realidade curitibana, a cidade nunca esteve tão próxima de uma rotina que poderia ser considerada normal.

Conforme dados extraídos do Painel de Controle do Coronavírus, da Secretaria da Saúde do Paraná (Sesa-PR), entre junho e outubro o índice de isolamento social na cidade registrou quedas consecutivas. No último mês do primeiro semestre, por exemplo, as informações repassadas pelas operadoras de telefonia celular apontavam que a taxa de isolamento social em Curitiba estava em 46,29%, valor que caiu para 39,72% em outubro, na menor média de isolamento social para o município desde o início da crise sanitária. Em novembro essa taxa voltou a subir um pouco (para 42,25%), mas ainda é o segundo menor valor para a série.

No ano passado, porém, foi tudo diferente. Ainda não havia vacina contra a Covid-19 e Curitiba experimentava um momento de agravamento da crise sanitária, estando em bandeira laranja (nível de alerta médio) para o enfrentamento da pandemia. O isolamento social ainda era a regra e os tradicionais eventos natalinos promovidos pela cidade ficaram em segundo plano, com poucas atrações para o público (e a maioria em formato de drive-thru).

Se o isolamento social está diminuindo, sinal de que mais gente está na rua, esse fluxo de pessoas mais intenso pode ser constatado através do transporte coletivo.

Em ‘tempos normais’, os ônibus de Curitiba chegavam a transportar, em um dia útil, mais de 700 mil passageiros. Foi assim, por exemplo, nas duas primeiras semanas de março, antes da crise sanitária se instalar por aqui. Já em abril e maio de 2020, o movimento de fechamento da cidade e a imposição das primeiras medidas de restrição para enfrentamento da pandemia fizeram o movimento de passageiros na cidade ficar abaixo dos 200 mil por dia.

Em novembro, porém, o movimento de passageiros voltou a se aproximar do que seria considerado normal. Ao longo do último mês, 11.757.815 passageiros utilizaram o sistema de transporte coletivo curitibano. Isso dá uma média de 391.927 passageiros por dia, melhor resultado para a cidade desde o início da crise sanitária. Em dias úteis, já tem sido recorrente o registro de mais de 500 mil usuários utilizando o ônibus.

No Aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais, o mês de outubro (último com dados disponíveis) bateu recorde no ano no movimento de aeronaves (pousos e decolagens) e de passageiros (embarcados e desembarcados), com mais de 3,6 mil aeronaves chegando ou partindo e mais de 350 mil passageiros embarcando ou desembarcando na Região Metropolitana de Curitiba.

Além disso, a Rodoferroviária já vem registrando movimento quase normal nos últimos meses, com previsão de ter um movimento equivalente a 90% do que seria considerado normal no final de ano (entre Natal e o Ano Novo).

Apesar da abertura, cidade ainda tem restrições e recomendações a serem seguidas e respeitadas

Em bandeira amarela há mais de 150 dias, a cidade ainda mantém a obrigatoriedade de uso de máscara em espaços de uso público ou de uso coletivo, mas bares e restaurantes já funcionam quase que normalmente, bem como o comércio está atendendo presencialmente e em horário estendido de funcionamento (o chamado ‘horário natalino’), atendendo os clientes até às 22 horas em dias úteis, até às 21 horas aos sábados e até às 19 horas aos domingos.

Além disso, há ainda uma programação reforçada para o “Natal Curitiba - Luz dos Pinhais”, com mais de 50 dias de festividades e dezenas de atrações pela cidade. A expectativa do Instituto Municipal de Turismo, inclusive, é que a cidade receba neste final de ano mais de 100 mil turistas, pelo menos repetindo o número de visitantes que vieram à capital paranaense em 2019, ano pré-pandêmico.

Além dos próprios curitibanos estarem saindo mais de casa, é possível notar também uma forte movimentação turística na cidade, especialmente nas últimas semanas, com a inaugurações de atrações natalinas diversas pela cidade. Segundo o Instituto Municipal de Turismo, a expectativa é que a capital paranaense consiga, neste final de ano, pelo menos repetir o número de visitantes registrados no mesmo período de 2019, quando mais de 100 mil turistas vieram para Curitiba.

Média mensal de isolamento social em Curitiba no ano de 2021
Novembro: 42,25%
Outubro: 39,72%
Setembro: 43,76%
Agosto: 44,10%
Julho: 44,83%
Junho: 46,29%
Maio: 45,59%
Abril: 46,34%
Março: 48,62%
Fevereiro: 44,78%
Janeiro: 45,51%

Passageiros transportados nos ônibus de Curitiba em 2021
Novembro: 11.757.815
Outubro: 11.030.296
Setembro: 10.254.264
Agosto: 10.248.047
Julho: 9.639.522
Junho: 8.412.814
Maio: 7.734.730
Abril: 8.004.042
Março: 7.073.826
Fevereiro: 8.401.441
Janeiro: 8.127.863

Movimento de aeronaves e passageiros no Aeroporto Afonso Pena

Aeronaves
Mês Ano Pousos no Mês Pousos no Ano Decolagens no Mês Decolagens no Ano
Outubro 2021 1.847 12.971 1.848 12.968
Setembro 2021 1.750 11.124 1.750 11.120
Agosto 2021 1.575 9.374 1.578 9.370
Julho 2021 1.406 7.799 1.401 7.792
Junho 2021 1.181 6.393 1.187 6.391
Maio 2021 960 5.212 957 5.204
Abril 2021 724 4.252 725 4.247
Março 2021 948 3.528 955 3.522
Fevereiro 2021 1.174 2.580 1.165 2.567
Janeiro 2021 1.406 1.406 1.402 1.402

Passageiros
Mês Ano Embarcado no Mês Embarcado no Ano Desembarcado no Mês Desembarcado no Ano
Outubro 2021 177.554 1.140.791 176.785 1.156.220
Setembro 2021 155.184 963.237 158.868 979.435
Agosto 2021 131.477 808.053 130.187 820.567
Julho 2021 129.179 676.576 129.755 690.380
Junho 2021 96.596 547.397 96.539 560.625
Maio 2021 86.601 450.801 86.618 464.086
Abril 2021 61.576 364.200 61.811 377.468
Março 2021 66.828 302.624 69.161 315.657
Fevereiro 2021 106.055 235.796 111.072 246.496
Janeiro 2021 129.741 129.741 135.424 135.424

Marca importante

Casos ativos baixam de 1.000 pela primeira vez desde 18 de junho de 2020

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba registrou, ontem, 996 casos ativos de Covid-19, correspondentes ao número de pessoas com potencial de transmissão do vírus. A última vez que a cidade registrou índice menor foi em 18 de junho de 2020, há 538 dias atrás.

Boletins Covid-19

Dia 07/12

Curitiba
Novos casos 44
Mortes 15
Total
Casos 298.774
Mortes 7.803

Paraná
Novos casos 893
Mortes 10
Total
Casos 1.578.014
Mortes 40.594

Brasil
Novos casos 10.250
Mortes 274
Total
Casos 22.157.726
Mortes 616.018