Vôlei

Curitiba Vôlei estreia na Superliga Feminina com derrota para o Sesc/RJ fora de casa

(Foto: Divulgação/Assessoria de Imprensa)

Foi no ginásio Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro, a estreia do Curitiba Vôlei na SuperligaCimed feminina 2018/2019. O Time Paranaense não conseguiu a vitória fora de casa contra o poderosos Sesc/RJ. Com as parciais: 25 a 21; 25 a 20 e 25 a 11, o time paranaense até endureceu o jogo nod dois primeiros sets, mas pesou a experiência na hora de fechar os sets o que acabou fazendo a diferença no placar do jogo.

O jogo ocorreu na sexta-feira, dia 16 de novembro contra o maior vencedor da história do vôlei brasileiro, sob o comando do técnico Bernardinho. “Todo jogo é uma lição. Sabíamos que seria um bom jogo de estreia e da dificuldade por se tratar de um time multicampeão. Era uma estreia dura, viemos para fazer um bom jogo e mesmo sem o resultado, acredito que cumprimos o propósito. Foi um jogo emocionante, com acertos e falhas. Fizemos muitos pontos de contra-ataque e conseguimos sets equilibrados e venceu a experiência. A expectativa continua grande, agora é ajustar alguns pontos e pensar no próximo jogo, em Uberlândia contra o Dentil/Praia Clube”, diz o técnico do Curitiba Vôlei, Clésio Prado.

O próximo jogo acontece na terça-feira, dia 20 de novembro, às 19h30 em Uberlândia – Minas Gerais, no Ginásio Praia Clube, contra o Dentil/Praia Clube.

História

Em sua primeira temporada na Superliga, o Curitiba Vôlei vem trabalhando muito e promete um bom jogo para a estreia. “É um privilégio começar a Superliga, após 15 anos, com uma equipe que tem uma bela trajetória no Estado do Paraná e em Curitiba. Temos muito respeito por todas as conquistas da equipe do Rio de Janeiro, mas estamos treinando forte para realizar um bom jogo. Somos os estreantes e queremos devagar construir também a nossa história dentro do vôlei feminino nacional”, diz Clésio Prado, técnico do Curitiba Vôlei.

Do elenco campeão da Superliga B, continuam no time a central e medalhista Olímpica Valeskinha, a líbero Ana Eliza Caetano de Camargo (Aninha), a oposta Aline Aparecida Siqueira (Wime), e a central Vivi Góes. "Temos uma equipe que mescla a experiência e a juventude. Um time que se fortalece dia após dia ciente dos desafios que irá enfrentar", ressalta Clésio Prado, o primeiro parceiro de Emanuel no vôlei de praia. Há três meses treinando para a Superliga, a equipe está composta por 14 atletas, destas muitas vieram para reforçar a equipe para a nova temporada.

 

Confira quem está no Curitiba Vôlei:

Elis Bento - Elis Bento – ponteira (ex-França) – 1

Talia Costa – Talia - oposta (sub23 ex-São Caetano) - 2

Mariana Aquino - Mari Aquino – central (ex-Romênia) - 4

Ana Eliza Caetano de Camargo - Aninha – líbero - 5

Ana Cristina Porto – Ana Cristina – levantadora (ex-Barueri) – 6

Valeska Menezes - Valeskinha – central - 8

Aline Aparecida Siqueira - Wime – oposta - 9

Viviane de Góes Araújo - Vivi – central – 10

Julieta Lazcano Colodrer – Lazcano – central (seleção Argentina) - 11

Sabrina Machado – Sabrina Machado - oposta (ex-São Caetano) - 12

Mariana Galon – Galon - levantadora (ex-Valinhos) – 14

Priscila Souza – Priscila - ponteira (ex-Brasília) - 16

Isabela Paquiard – Paquiard - ponteira (ex-Brasília) - 17

Juliana Paes Filippeli – Ju Paes – líbero (ex- Pinheiros) - 18