Publicidade

Curitibano distribui kit higienizador para ajudar pessoas carentes

(Foto: Franklin de Freitas)

A crise na saúde pública desencadeada pela chegada do novo coronavírus (COVID-19) em território paranaense atingiu em cheio o curitibano Diego Saldanha, de 34 anos. Morador de Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba, ele está sem qualquer fonte de renda. Ainda assim, está tratando de ajudar os que mais precisam nesse momento de dificuldade e criou um kit higienizador ecológico, que está espalhando por vários pontos da região onde mora.
Também criador da EcoBarreira do Rio Atuba, Saldanha conta que a ideia de criar os kits surgiu a partir de um amigo seu de São Paulo, chamado Mundano e que começou a iniciativa em território paulista, distribuindo kits com água e sabão em garrafas pets.
“Quando surgiu essa pandemia, fiquei preocupado em tentar uma iniciativa para ajudar as pessoas. Sou ambulante, estou parado, em quarentena, mas bateu essa vontade e fui pesquisar como ajudar. Foi aí que encontrei essa iniciativa de um amigo meu. Achei legal, sem custo nenhum, e resolvi começar por aqui”, relata ele.
O trabalho começou nesta semana e desde então mais de 10 kits já foram espalhados na região onde ele mora, em Colombo. Além disso, outras pessoas que ficaram sabendo da iniciativa e gostaram da ideia estão buscando replicar a ideia em outras regiões da RMC e até mesmo em outros municípios.
“Outras pessoas já me procuraram, querem fazer por aqui e também colocar em pontos estratégicos. Minha ideia é que isso se multiplique, que as pessoas pensem também que podem fazer, deixar na frente de casa, para que os moradores de rua, recicladores, possam ter o acesso e higienizar a mão, porque nem todo mundo tem condição de comprar o álcool em gel. Muitas pessoas não tem nem água em casa, por exemplo”, comenta Saldanha.
A montagem dos kits, comenta ainda o vendedor autônomo, é de baixo custo. “O valor é bem baixo, com R$ 5, R$ 10 já consigo fazer um monte de kit”, diz ele, explicando ainda que as garrafas pet que usa para colocar os materiais de higiene são doadas por parentes ou amigos. “O importante é isso. Nesse momento de crise, pandemia, tirar um tempinho para ajudar quem precisa.”

Mesmo na dificuldade, pensamento no próximo
Além de trabalhar para disseminar essa ideia, Diego Saldanha também Aceita ajuda para se manter e manter sua família nesses tempos difíceis. Ele, que é casado e tem dois filhos, de 11 e 7 anos, conta que ainda tem uma reserva para se manter. O problema é saber como será daqui para frente.
“No sinaleiro em que eu trabalho [vendendo frutas] não tem mais nenhum carro. Até por isso comecei a ficar em casa, me resguardando. Estamos economizando tudo o que a gente pode, mas também nem por isso a gente vai deixar de fazer alguma coisa para ajudar o próximo. Claro que tem a dificuldade de não estar entrando nada de financeiro, mas é um problema que quase todos estão passando”, afirma.
Dessa forma, além de ajudar disseminando a ideia do kit higienizador, Diego Saldanha também está aceitando contribuições financeiras para se manter nesses tempos de crise. Quem puder e quiser ajudar pode contatá-lo pelo WhatsApp (41) 99950-3974 ou então pelo Facebook (https://www.facebook.com/profile.php?id=100000137719386 ) ou pelo Instagram (ecobarreira_diegosaldanha).
Atendimento psicológico gratuito
O Projeto Psicologia para Todos está disponibilizando atendimento gratuiuto para a população, com o intuito de ajudar nesse período de isolamento social. Por questão de segurança - tanto dos pacientes como da equipe -, os atendimentos estão sendo feitos online e mediante agendamento.
Para agendar um horário, basta entrar em contato pelo WhatsApp (41) 99864-3415, informando o nome do paciente, sua idade, o motivo da bgusca pelo atendimento e a localidade onde essa pessoa vive. “Vamos transformar esse sofrimento em crescimento? Se você está sofrendo, com ansiedade, se sentindo deprimido, pensando em suicídio ou precisa conversar, estamos à disposição”, diz a nota divulgada pelo Projeto.

Existe amor em Curitiba

Outra iniciativa de compaixão que surgiu recentemente na cidade foi a plataforma Existe Amor em Curitiba, que procura unificar todas as formas de apoio que estão surgindo pela cidade, conectando quem precisa de ajuda com quem quer ajudar. Lançada na última quarta-feira (19), o projeto traz uma lista de redes de apoio espalhadas pela cidade que estão precisando de ajuda, inclusive mostrando quais as necessidades de cada uma dessas redes. Já aos que precisam de ajuda, há um banco de iniciativas que mostra as diversas iniciativas solidárias que vão surgindo pela cidad

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES