Publicidade

Dado Cavalcanti aponta falta de capricho

Uma vez mais o Paraná jogou bem, foi superior ao adversário, mas não conseguiu os três pontos.Após a derrota por 1 a 0 para o Joinville, o comandante paranista, Dado Cavalcanti, elogiou o rendimento de sua equipe, classificado como bem melhor do que o esperado. O resultado, porém, complica o sonho do acesso.

O quedefine a classificação, o que define o acesso é o resultado, aponta o treinador. Dominamos o jogo inteiro, o jogo estava nas mãos, e aí a grande diferença, o que determina quem é vencedor e quem é perdedor, que é o gol, comenta.

Para o treinador, a equipe tinha condições de fazer um resultado melhor, mas faltou um pouquinho de capricho – foram 16 chutes a gol do Paraná contra nove do Joinville. Faltando seis rodadas para o fim do campeonato, Dado destaca a força da equipe, que agora terá de tirar o prejuízo – está três pontos atrás do Avaí e caiu para a 6ª colocação.

Nunca faltou comprometimento desse grupo e não vai faltar nas próximas rodadas. Força esse grupo já deixou claro que tem. Agora faremos o necessário para conquistar os pontos que nos restam e buscar tirar o prejuízo, afirma o técnico.

Na próxima rodada, no sábado, 2 de novembro, o Paraná joga em casa  contra o Palmeiras, líder da Série B e já garantido na Primeira Divisão em 2014. Vamos voltar pra casa, vamos ter o domingo aí pra descansar, descansar primeiro o corpo e depois a mente, afirma Dado. A gente sempre espera dar resposta no próximo jogo. Essa torcida tem nos apoiado e eu me sinto responsável (pelo mau momento). O time não tem dado resultado, completa o treinador. 

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES