Publicidade
Temporais

Defesa Civil de Curitiba faz alerta e orienta população para período de chuvas intensas

(Foto: Daniel Castellano/SMCS/Arquivo)

Chuvas com alta intensidade, ventos fortes, grande incidência de raios e relâmpagos aumentam nesta época do ano. Dentro e fora de casa é preciso ter cuidados antes, durante e depois da chuva, para que acidentes, como curto-circuito ou quedas em buracos, sejam evitados.

O período de chuvas intensas, tempestades e ventos fortes se estende ao longo do verão e segue até março, normalmente.

A Prefeitura desenvolve um trabalho periódico de preparação dos profissionais e de obras necessárias para minimizar impactos de incidentes climáticos, mas é fundamental que o cidadão tome algumas precauções para evitar acidentes.

A Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil reforça as principais orientações ao cidadão:

Antes da chuva
O essencial é ter atenção para alguns pontos antes de a chuva começar. “Os moradores devem manter calhas e bueiros limpos para prevenir o risco de entupimento durante o período da chuva”, lembra o coordenador municipal da Defesa Civil, Nelson de Lima Ribeiro.

Quando for possível, o ideal é adiar a saída de casa, a pé ou de carro, durante o temporal. “Os veículos de comunicação e o aplicativo Curitiba APP, da Prefeitura, trazem informações em tempo real sobre onde está chovendo, volume de água, danos de momento para o cidadão se prevenir e evitar localidades onde existam ocorrências provocadas pela chuva”, indica ele.

Fatores como baixa luminosidade e efeitos imprevistos devem ser levados em conta.

“É melhor atrasar ou desmarcar um compromisso do que sair de casa em meio a situações climáticas adversas”, complementa o coordenador da Defesa Civil.


Durante a chuva
Quem estiver em casa deve retirar aparelhos elétricos da tomada, para evitar risco de curtos-circuito ou até de um princípio de incêndio.

Enquanto houver descarga elétrica, a orientação é que se evite o uso de aparelhos como telefone celular (principalmente se conectado à tomada), batedeira, chuveiro e secador. No período natalino também é importante desligar as decorações luminosas ao sair de casa e durante a chuva.

Se a água começar a subir ou entrar dentro de casa, o ideal é colocar os móveis em uma superfície elevada, além de retirar alimentos e documentos das prateleiras mais baixas.

Na rua, os motoristas devem redobrar a atenção: os faróis devem ser ligados e a velocidade diminuída. “A gentileza também deve ser praticada no trânsito, sem ‘fechar’ o carro da faixa ao lado, principalmente nesses momentos em que o trânsito vai fluir de forma mais devagar”, alerta.

Se perder a visibilidade por causa da chuva, o motorista deve parar o carro no acostamento, evitando ficar embaixo de árvores e em postos de gasolina, para não correr riscos de queda de galhos ou de estruturas metálicas.

“Em caso de alagamento deve ser observado o nível da água: o limite é no meio da roda do carro. Se aumentar, a pessoa precisa parar o carro assim que possível e, mesmo sob chuva, com a janelas aberta para facilitar a saída do veículo se a situação piorar”, completa Ribeiro.

Após a chuva
Quando a chuva passar, é indicado que o indivíduo faça a limpeza de utensílios, objetos e cômodos que tenham entrado em contato com a água. Assim, evita-se doenças.

A Defesa Civil orienta que pedestres e motoristas não passem por cima de áreas alagadas. “Buracos podem ter sido abertos durante a chuva”, diz Ribeiro.

Em uma emergência ou se tiver dúvidas, o cidadão pode ligar para o telefone de emergência 199 da Defesa Civil. Para retirada de árvores da via pública, o contato é a Central 156 de Atendimento ao Cidadão.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES