Temporal

Defesa Civil mantém alerta e distribui lonas para afetados pelo temporal em Curitiba

(Foto: Franklin de Freitas)

No período das 8h30 às 13h30 desta segunda-feira (28/9), a Defesa Civil de Curitiba registrou 73 ocorrências de distribuição de lona para atender destelhamentos provocados pela chuva com vento que atinge a capital.

Por volta das 10h da manhã, as rajadas de vento chegaram a 58 km/h, segundo o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar), atingindo principalmente a região norte da cidade. Em cinco horas foram 18mm de chuva, de acordo com informações do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden).

Os ventos contribuíram para a queda de árvores e galhos grandes. Até o início da tarde foram 34 os registros para retirada de árvores pela Central 156 de Atendimento ao Cidadão.

De acordo com a Defesa Civil, a maioria das ocorrências se concentra na região norte da cidade. Até o momento, não há desabrigados, desalojados ou feridos.

Equipes da Prefeitura estão mobilizadas para providenciar e entregar lonas e atender às quedas de árvore. Continuam mobilizados servidores das Subsecretarias Municipais de Proteção e Defesa Civil, Secretaria Municipal de Defesa Social e Trânsito, Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Fundação de Ação Social (FAS).

Ocorrências acumuladas
Desde a noite do domingo (27/9) já são 138 as solicitações para a retirada de árvores ou galhos grandes que caíram e 128 os registros para fornecimento de lona após as chuvas com ventos.

Instabilidade continua
A Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil continua em monitoramento para o período da tarde desta segunda-feira, quando permanece a situação de áreas de instabilidades com chuvas e rajadas de ventos.

A orientação é que o cidadão evite sair de casa. Se a pessoa já estiver na rua, deve evitar se abrigar embaixo de árvores e de estruturas metálicas, estando a pé ou de carro. Debaixo de chuva, o motorista deve redobrar a atenção e reduzir a velocidade.

Central 156
O cidadão que precisar comunicar a Prefeitura sobre estragos provocados pela chuva deve utilizar o telefone 156 da Central de Atendimento ao Cidadão, pelo site (www.central156.org.br) ou pelo aplicativo do serviço. O atendimento é feito por ordem de chamada e também de acordo com a gravidade da situação relatada.

A Defesa Civil registra as ocorrências que chegam ao município pelo telefone de emergência 199 e, também, pelo 156 (Central de Atendimento ao Cidadão) e pelo 153 (Centro de Operações da Guarda Municipal).

Outras situações decorrentes de chuvas ou temporais podem ser atendidas pelo Corpo de Bombeiros (193) e pela Copel.