Publicidade

Deivid só deve voltar a jogar nas últimas rodadas do Brasileiro

O atacante Deivid não atua desde o dia 14 de agosto. Desde então, o Coritiba jogou 13 vezes, vencendo duas, empatando quatro e perdendo sete. Foram apenas 11 gols marcados. A equipe, que lutava pelo título (era a 3ª colocada), agora luta contra o rebaixamento (está na 15ª colocação, dois pontos a frente do 17º colocado). E a torcida coxa-branca não deve voltar a ver seu camisa 9 em campo tão cedo.

Nesta quinta-feira (10), Deivid afirmou que rompeu os ligamentos posterior e lateral do joelho. Segundo o jogador, a lesão só pode ser tratada com fisioterapia. E a recuperação é lenta: cerca de três meses. Quase dois já se passaram. Assim, o jogador só voltaria a atuar após o dia 14 de novembro, restando quatro rodadas para o fim do Brasileiro.

No início, o diagnóstico não era tão grave, mas após uma nova bateria de exames ficou constatado que houve rompimento dos ligamentos posterior e lateral do joelho. Se tivesse acontecido o mesmo com o anterior, o único jeito era operar, afirma o atacante. Vou todos os dias (à fisioterapia) e fico quase o dia todo no departamento médico. Empenho não falta da minha parte e também dos fisioterapeutas do Coritiba, mas existe um protocolo a ser seguido e não é possível queimar etapas, completa.

Antes da lesão de Deivid, o Coritiba havia marcado 19 gols em 14 jogos – o sétimo melhor ataque do Brasileirão, com média de 1,35 gol por jogo. Após a lesão, foram 11 gols em 13 partidas, média de 0,84 gol por partida, rendimento que fez o Coxa se tornar o sétimo pior ataque do Brasileiro.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES