Calendário

Depois de dois anos, Festa Julina Árabe está de volta em Curitiba

Padre Saaman Nasri, na Igreja Ortodoxa Antioquina de São Jorge: “Nós somos cristãos, mas recebemos de braços abertos irmãos de outras religiões”
Padre Saaman Nasri, na Igreja Ortodoxa Antioquina de São Jorge: “Nós somos cristãos, mas recebemos de braços abertos irmãos de outras religiões” (Foto: Franklin de Freitas)

No próximo fim de semana, dias 2 e 3 de julho, a comunidade árabe que frequenta a Igreja Ortodoxa Antioquina de São Jorge volta a oferecer a Festa Julina. O festejo já faz parte do calendário tradicional de Curitiba, mas havia sido suspenso durante a pandemia de covid-19. Agora, retorna com a expectativa de superar a marca de 10 mil pessoas que passaram pela festa em 2019, ano da última comemoração antes da emergência sanitária. A comunidade da Igreja é formada por árabes de vários países. A maioria tem origem síria e libanesa, mas também há jordanianos, palestinos e pessoas com as mais diversas ascendências.

Leia a matéria completa no Blog Barulho Curitiba clicando aqui