Publicidade
Vendas

Depois de meses ruins, atividade do comécio reage a partir de maio

As vendas no Brasil no mês de junho atingiram o maior patamar deste ano. No mês, as vendas tiveram resultado 15,6% maior que o mês de maio e 10,3% superior ao de junho de 2019. E maio já vinha com tendência de recuperação. De acordo o Indicador da Serasa Experian, a atividade do comércio em maio trouxe números positivos, registrando um aumento de 5,0%, na comparação com abril deste ano, feito os devidos ajustes sazonais.

Segundo o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, a perspectiva a partir de maio é de uma melhora gradual nas localidades onde o avanço da Covid-19 esteja menor. “Mesmo que pequena, a movimentação da variação mensal tende a continuar positiva nos próximos meses, já que várias regiões brasileiras estão retomando o funcionamento dos comércios”, diz. A alta em maio foi puxada pelo segmento de Material de Construção, que apresentou crescimento de 9,7% na mesma comparação.

No Brasil, a média diária de vendas com a NFe atingiu R$ 23,9 bilhões em junho, o maior patamar do ano de 2020. Na comparação com o mês anterior, a queda de abril foi seguida de aumentos de 9,1% em maio e de 15,6% em junho.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES