Brasileirão

Desfigurado, Athletico joga mal e é atropelado pelo Palmeiras

Rony 'comemora sem comemorar' o gol contra o Athletico, seu ex-clube
Rony 'comemora sem comemorar' o gol contra o Athletico, seu ex-clube (Foto: Divulgação/Palmeiras/Cesar Greco)

O Athletico perdeu por 3 a 0 para o Palmeiras, neste sábado (28) à tarde, pela 23ª rodada do Brasileirão, no Allianz Parque. Com o resultado, o time paranaense ficou em 11º lugar, com 28 pontos — 8 pontos abaixo do G6. A equipe paulista segue na 4ª posição, com 37 pontos. Clique aqui para ver a classificação no site Srgoool.

Na próxima terça-feira (24), o time paranaense enfrenta o River Plate, na Argentina, pelas oitavas de final da Libertadores. O técnico Paulo Autuori escalou força máxima nesse sábado e não poupou titulares, mas entrou em campo desfigurado porque somava 14 desfalques.

Clique aqui para ver as ATUAÇÕES - notas para os jogadores do Athletico.

A derrota interrompeu uma série de quatro vitórias seguidas do Furacão no Brasileirão. Já o Palmeiras chegou à 10ª vitória nos últimos 12 jogos (contando todas as competições).

MAIOR DERROTA
Essa foi a derrota do time principal pelo maior placar desde fevereiro, quando levou 3 a 0 do Flamengo na Supercopa. Os aspirantes perderam por 4 a 0 para o Coritiba em março, pelo Paranaense.

ESCALAÇÃO DO ATHLETICO
A lista de desfalques do Athletico tinha 14 nomes. Onze deles por Covid-19: os goleiros Santos, Jandrei e Leonardo Linck, o lateral-direito Khellven, os zagueiros Felipe Aguilar e Zé Ivaldo, o lateral-esquerdo Abner, o volante Jaime Alvarado, os meias Fernando Canesin e Nikão e o ponta Geuvânio. Outros três ficaram de fora por lesão: o lateral-direito Jonathan, o lateral-esquerdo Márcio Azevedo e o ponta Vitinho. O time ficou sem goleiro no banco de reservas.

ESQUEMA TÁTICO
Autuori armou o Athletico no 4-3-3, com Wellington (centro), Cittadini (direita) e Christian (esquerda) no meio-campo. No ataque, Kayzer (esquerda) e Bissoli (direita) jogavam nas pontas, com Walter como centroavante.

ESCALAÇÃO DO PALMEIRAS
As baixas no Palmeiras eram Felipe Melo, Wesley, Luan Silva, Luiz Adriano e Jailson, todos em recuperação. Por Covid-19, os desfalques eram Raphael Veiga, Willian, Marcos Rocha e Renan. E Mayke estava suspenso.

PRIMEIRO TEMPO
O Athletico fez seu pior primeiro tempo em 2020. Teve desempenho pífio na saída de bola, não conseguiu circular o jogo pelo meio-campo e praticamente não atacou. O Palmeiras jogou avançado, usando, o formato 3-2-5 para atacar, e sufocou o adversário. O time paulista marcou dois gols, acertou uma na trave e perdeu mais duas chances. O primeiro gol foi aos 7 minutos, em passe de Lucas Lima para Patrick de Paula finalizar. O segundo saiu aos 34, após cruzamento de Zé Rafael, toque de Scarpa e finalização de Rony (ex-Athletico).

SEGUNDO TEMPO
No intervalo, Autuori tirou Walter e Bissoli e colocou o zagueiro Lucas Halter e o ponta Fabinho. Kayzer virou centroavante. Halter ficou improvisado na lateral-direita. O Athletico mudou para o 4-2-3-1, com Erick (direita), Cittadini (centro) e Fabinho (esquerda) na linha de três do setor ofensivo. A mudança não melhorou a situação. O Palmeiras fez o 3º gol já aos 4 minutos, em escanteio de Scarpa e cabeceio de Rony. O jogo ficou equilibrado depois disso.

Aos 18, entraram o médio Lucho González e o meia Ravanelli no Athletico. O Palmeiras reduziu o ritmo. O time paranaense ganhou um gol de presente aos 22, em erro na saída de bola de Danilo, mas Renato Kayzer desperdiçou. Foi a única chance da equipe em 90 minutos.

ESTATÍSTICAS
Ao fim do jogo, o Athletico somou 4 finalizações (1 certa), 43% de posse de bola, 77% de acerto nos passes e 1 escanteio. O Palmeiras obteve 22 finalizações (8 certas), 57% de posse de bola, 87% de acerto passes e 10 escanteios. Os números são do site Sofascore.

PALMEIRAS 3x0 ATHLETICO
Palmeiras: Weverton; Gabriel Menino, Emerson Santos, Gustavo Gómez e Viña; Danilo e Lucas Lima (Breno Lopes); Zé Rafael (Gabriel Silva), Patrick de Paula (Luan) e Gustavo Scarpa (Alan Empereur); Rony (Gabriel Veron). Técnico: Abel Ferreira
Athletico: Bento; Erick (Ravanelli), Pedro Henrique, Thiago Heleno e João Victor; Wellington, Christian e Léo Cittadini (Lucho González); Bissoli (Lucas Halter), Walter (Fabinho) e Renato Kayzer. Técnico: Paulo Autuori
Gols: Patrick de Paula (7-1º), Rony (34-1º e 4-2º),
Cartões amarelos: Danilo, Gabriel Menino (P). Christian (A).
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Local: Allianz Parque, em São Paulo

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo
7 - Gol do Palmeiras. Bissoli perde a bola na defesa. Lucas Lima enfia, a linha defensiva do Athletico falha e Patrick de Paula fica livre na cara do gol. Ele chuta e marca.
11 - João Victor cruza da esquerda. Na cara do gol, Bissoli salta e erra o chute.
19 - Falta de longa distância. Lucas Lima bate direto, no ângulo. Bento dá um tapinha para escanteio.
24 – Zé Rafael cruza da direita. Na 2ª trave, Scarpa recebe livre e chuta na trave.
30 – Escanteio. A zaga falha e Gustavo Gómez fica livre para marcar, mas deixa a bola escapar.
32 – Scarpa cruza da esquerda. Patrick de Paula cabeceia perto, sobre o gol.
34 – Gol do Palmeiras. Zé Rafael cruza da direita. Scarpa tá um toque por cobertura em Bento. Rony completa quase dentro do gol.
38 – Scarpa solta a bomba de longa distância. Bento espalma e a bola passa perto, sobre o gol.

Segundo tempo
3 – Lucas Lima toca e Rony recebe livre na área. Ele chuta e Bento manda para escanteio.
4 – Gol do Palmeiras. Escanteio. Scarpa cobra na 1ª trave. Rony sobe sozinho e cabeceia no canto.
22 – Danilo entrega a bola para Renato Kayzer, que fica na cara do gol. Ele erra e perde gol feito.
29 – Depois de escanteio, a bola sobra para Danilo. Ele chuta perto, sobre o gol.
41 – Gabriel Menino cruza. Gabriel Silva entra livre e cabeceia perto.