Destinos de Péricles Chamusca e Coritiba se cruzam a partir desta quarta

O Coritiba, com (quase) 104 anos de história, tenta se firmar na elite do futebol Brasileiro. Péricles Chamusca, com 48 anos de idade, tenta se firmar como um treinador de ponta do futebol brasileiro. Nesta quarta-feira (2) o destino do baiano e da equipe paranaense começam a se cruzar. Contratado no último domingo (29), o jovem técnico estreia à frente do Coritiba hoje, às 21h50, em partida contra o Flamengo, no Couto Pereira.

Com 31 pontos em 24 rodadas, o Coxa aparece na 14ª colocação no Campeonato Brasileiro. Se antes a equipe aparecia como grande surpresa da competição e postulante ao título (ou pelo menos uma vaga na Libertadores), hoje já sofre no limbo e vê o Z4 cada vez mais próximo. O objetivo principal da equipe é se afastar da zona da amargura e conseguir permanecer pelo terceiro ano consecutivo na Primeira Divisão do futebol brasileiro, o que não acontece desde 2005 (ficou na elite do futebol nacional entre 1996 e 2005).

Já Chamusca, com 31 anos de carreira e 23 clubes no currículo, tenta se firmar como um técnico de ponta. Logo no começo da carreira, em seu segundo ano como treinador, em 1993, foi vice-campeão Brasileiro com o Vitória. Nos últimos anos, seus trabalhos de maior expressão foram em equipes menores o Brasiliense (vice-campeão da Copa do Brasil) e o Santo André (campeão da Copa do Brasil).Passou por times de maior expressão, como o Goiás e o Botafogo em 2005, o Sport em 2009 e a Portuguesa no começo deste ano. Contudo, não conseguiu se firmar em nenhuma das equipes, não completando a temporada em nenhuma delas.

Logo na apresentação, o treinador, que assinou contrato até o fim do ano, deixou claro que pretende ficar mais tempo no Alto da Glória, chamando os primeiros três meses no clube de trabalho inicial. Sabe, porém, que sua continuidade dependerá do começo do casamento . E o objetivo não é fácil: resgatar a boa sequência da equipe, que ainda não venceu neste segundo turno.