Publicidade
Evento

Dia da Mulher: dados de 2019 reforçam importância do debate sobre feminicídio

(Foto: Divulgação)

Os dados levantados por um estudo feito em janeiro de 2019 mostram que a violência contra mulher ainda é um assunto que deve ser debatido e amadurecido dentro da sociedade. O trabalho aponta que, somente nas primeiras três semanas do ano, já foram registrados 107 casos de feminicídios no Brasil. De acordo com o professor Jefferson Nascimento, doutor em Direito Internacional e responsável pela pesquisa, 68 casos de agressões contra o público feminino foram consumados e 39 tentados.

Frente aos dados, que ainda demonstram a desigualdade e violência dentro das relações entre homens e mulheres, fica evidente a necessidade de discutir o assunto e conscientizar a população. E com a intenção de gerar engajamento e aproximar o público em geral do ambiente universitário, a Escola de Comunicação e Design (ECOD) da Universidade Positivo, em parceria com o curso de Direito da instituição realizam, pelo terceiro ano consecutivo, um evento em homenagem ao Dia Internacional da Mulher. O encontro, aberto ao público, acontece no dia 8 de março, na unidade  da Santos Andrade da Universidade.

Com palestras, rodas de conversa, oficinas e participação de referências dentro do movimento de luta pela igualdade, os participantes passam o dia imersos em atividades que reforçam a importância da conscientização sobre o assunto. Durante a programação, são apresentados trabalhos feitos pelos estudantes que abordam o tema, customização de camisetas e o encerramento com concentração e Marcha do 8 de Março.

 

Serviço

Dia Internacional da Mulher - Marcha do 8 de março

Data: sexta-feira (8)

Horário: das 8h às 18h

Local: Universidade Positivo - Santos Andrade (Rua XV de Novembro, 950 - Centro)

Inscriçõeshttps://bit.ly/2tKxrfm
Marcha: 18h – Saída da Praça Santos Andrade



Programação:

8h às 10h - Auditório Santos Andrade

Mesa 1

Tani Wurster

Mestranda em Direito pela UFPR, juíza federal do Tribunal Regional Federal da 4ª Região. Membro da Comissão Ajufe Mulheres. Pesquisa o encarceramento feminino e as relações entre gênero e o sistema de justiça.

Eneida Desiree Salgado

Mestre e doutora em Direito do Estado pela UFPR, professora do departamento de Direito Público e do Programa de Pós Graduação em Direito da UFPR. Pesquisadora e líder do Núcleo de Investigações Constitucionais da UFPR. Coordenadora do Política Por/De/Para Mulheres, curso de Iniciação à Formação Política para Mulheres

Ticiane Louise Santana Pereira

Promotora de justiça do Ministério Público do Estado do Paraná. Desde que iniciou na promotoria do Tribunal do Júri de Curitiba, atuou em todos os julgamentos envolvendo casos de feminicídio. Além de julgamentos importantes como o do homicídio de um morador de rua, ato considerado higienista, e do julgamento do caso das mortes de três jovens num show no Jockey Clube do Paraná.

 

10h às 11h40 – Auditório Santos Andrade

Mesa 2

Estudantes da UP e egressas que abordaram em seus trabalhos acadêmicos alguma questão sobre a mulher.

JORNALISMO

A violência contra a mulher é uma história real: Documentário

Giulia Buch, Hellen Barbosa e Maria Claudia Batista

Feminicídio: palavra pouco utilizada pelo Jornalismo

Juliana Bianchi

PUBLICIDADE

Não existe luta sozinha: TCC e documentário sobre a Peita:

Vitória Domingues, Malu Kuster, Felipe Fonseca e Iago Mauad.

DESIGN DE MODA

Os Padrões de Beleza Representados na Mídia de Moda

Julia Caron e Amanda Goes

DESIGN PROJETO VISUAL

AmarEla: projeto de comunicação para um curso voltado ao feminismo infantil.

Ana Paula Polezel e Dora Suh Horta Fernandes

Criativas: um webdocumentário sobre mulheres no design gráfico em Curitiba.

Aschellen Mays Lins Rodrigues.

Michelle Cury de Lima.

Yasmin Gabriela Hijaz Fialho dos Santos.

DESIGN PROJETO DE PRODUTO

À margem da sociedade - Design para inovação social aplicada a um grupo de mulheres em situação de vulnerabilidade.

Gabriela Caldeira e Amanda Castro

DIREITO

A produção acadêmica sobre direito, gênero e sexualidade: balanço da última década(2007-2017).

Lais Ghadban Bernardo

FOTOGRAFIA

O nu feminino: a representação do corpo através da fotografia.

Vanessa Leal

 

8h às 22h  – Praça Santos Andrade

Exposição de Fotografias: Olhar Ancestral e Projeção das fotos com a hashtag #SemSerObjeto

 

16h – Praça Santos Andrade

Customização de camisetas

Traga sua camiseta para estampar "Mulheres que Ocupam"

*Durante todo o dia, no espaço de eventos da UP Santos Andrade, é possível visitar a exposição de fotografias com temática do evento.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES