O que vem agora

Dia das Mães foi movimentado em Curitiba, que deve definir bandeira nesta semana

Movimento nos polos gastronômicos foi alto
Movimento nos polos gastronômicos foi alto (Foto: Franklin de Freitas)

Com a liberação da Prefeitura de Curitiba para que os restaurantes da cidade atendessem ao público, no domingo (9), Dia das Mães, o movimento nos principais polos gastronômicos da cidade foi intenso. Se dentro dos restaurantes houve controle no acesso de clientes, até por conta da redução no público máximo permitido a entrar por conta das restrições sanitárias, do lado de fora dos estabelcimentos houve registro das tradicionais filas de espera por uma mesa, aglomerações e filas de carros.

O cenário foi típico de um Dia das Mães, não fosse pelo momento ainda delicado que a cidade passa em relação à pandemia do novo coronavírus. Antes da data, as autoridades da saúde — secretarias estadual e municipal de Saúde — fizeram um apelo para que a comemoração do Dia das Mães fosse cercado de cuidado.

Já o setor gastronômico, um dos mais atingidos pela pandemia, via nesta data uma forma de recuperar parte do que perdeu entre março e abril, quando vigorou a bandeira vermelha e os estabelecimentos puderam funcionar apenas por delivery.

Dia 12
Atualmente, Curitiba está na bandeira laranja, que tem vigência até o dia 12 de maio, quando a Prefeitura decide se a mantém, muda para bandeira amarela ou reotrna para a bandeira vermelha. O decreto que prorrogou a bandeira laranja por 14 dias em Curitiba é do dia 28 de abril.

Na bandeira laranja o comércio em geral não pode funcionar aos domingos, mas uma exceção foi feita para ontem, excepcionalmente.