Publicidade
Seleção

Dia do Amigo: confira as melhores amizades já retratadas pelo cinema

Dia do Amigo: confira as melhores amizades já retratadas pelo cinema
E.T., O Extraterrestre, de Steven Spielberg. (Foto: Divulgação)

A ideia para criar o Dia Internacional da Amizade, ou o Dia do Amigo, surgiu em 20 de julho de 1969, através do médico argentino Ernesto Enrique Febbraro. Ele enviou, aproximadamente, quatro mil cartas para vários países, nas quais abordava a necessidade de fortalecer os laços de amizade entre as pessoas.

No dia 27 de abril de 2011, a ONU (Organização das Nações Unidas) resolveu oficializar o dia 20 de julho como o Dia do Amigo, durante a Assembleia Geral das Nações Unidas. 43 países apoiaram a ideia, e ela foi aceita de forma unânime pela Assembleia.

A arte também se encarregou de celebrar a data através da música, de séries e, principalmente, do cinema. Por isso, e para celebrar não o dia em si, mas o sentimento de amizade (que anda meio em desuso nos dias atuais), seguem aquelas que são as melhores e maiores obras sobre o tema. Então, procure nos serviços de streaming, nos arquivos de internet e se envolva com essas grandes histórias!

Conta Comigo (Stand By Me, de Rob Reiner, 1986)

Quatro amigos, enquanto tentam localizar o corpo de um adolescente, estreitam os próprios laços e se descobrem como seres humanos. Uma das mais belas fábulas sobre amizade da história do cinema, e que saiu de um conto (e da mente) de Stephen King. Obrigatório em qualquer lista de melhores filmes de todos os tempos.

Clube dos Cinco (The Breakfast Club, de John Hughes, 1985)

Cinco adolescentes cometem algumas infrações e são obrigados a passar um sábado inteiro de castigo no colégio, para escrever uma redação. Enquanto tentam se desvencilhar da marcação cerrada do diretor da escola, aprendem a conviver com as diferenças uns dos outros e acabam trazendo à tona dramas e dilemas da juventude. Outro clássico obrigatório, e um dos filmes mais emblemáticos dos anos 80.

Um Sonho de Liberdade (The Shawshank Redemption, de Frank Darabont, 1994)

Um banqueiro é preso pelo assassinato da esposa e do amante dela e, na prisão, constrói uma relação de amizade e extrema parceria com um detento. Outro longa baseado em uma obra de Stephen King, garantiu grandes momentos nas carreiras de Tim Robbins e Morgan Freeman, além de se tornar um dos filmes mais emocionantes da história do cinema.

Cinema Paradiso (Nuovo Cinema Paradiso, de Giuseppe Tornatore, 1988)

A trajetória de vida do garoto Totó que, através de sua amizade com o projecionista Alfredo, aprende a amar o cinema e a fazer disso uma verdadeira ponte para construir a sua própria história. Venceu o Oscar de melhor filme estrangeiro. O tipo de filme que você deve se obrigar a assistir, pelo menos, uma vez na vida.

Sempre ao Seu Lado (Hachi: A Dog's Tale, de Lasse Hallström, 2009)

Baseado na história real do cão Hachiko, o filme conta a relação entre o professor universitário Parker e o cão Hachi. Entre eles se estabelece uma forte amizade, que perdura por anos. Hachi sempre esperava Parker em uma estação de trem, aguardando ele retornar do trabalho. Quando Parker morre, o cão permanece no local, acreditando reencontrar o professor.

Thelma & Louise (Thelma & Louise, de Ridley Scott, 1991)

Estrelado por Susan Sarandon e Geena Davis, o filme retrata a busca de duas mulheres, uma garçonete e uma dona de casa, em escapar da rotina e adquirir o controle sobre suas próprias vidas. Nem tudo dá certo durante a aventura das duas, e a polícia se torna o principal obstáculo no caminho de ambas. Um dos grandes libelos feministas do cinema.

Intocáveis (Untouchables, de Olivier Nakache e Éric Toledano, 2011)

Um jovem problemático é contratado para cuidar de um aristocrata tetraplégico. O que poderia ser um choque de culturas e de comportamento, torna-se uma improvável amizade, levando ambos a enxergarem o mundo de uma outra maneira. Considerado um dos filmes franceses mais assistidos da história.

Central do Brasil (de Walter Salles, 1998)

Dora, professora aposentada que complementa a renda escrevendo cartas para pessoas analfabetas que transitam pela Central do Brasil, no Rio de Janeiro, acaba se envolvendo de maneira irredutível com o menino Josué, que perde a sua mãe. Ela decide seguir com o garoto para o Nordeste, em busca do paradeiro do pai do garoto. Fernanda Montenegro foi indicada ao Oscar de melhor atriz e entrega aqui, sem pestanejar, a sua melhor interpretação no cinema.

A Cura (The Cure, de Peter Horton, 1995)

A amizade entre dois garotos, sendo que um deles é portador do vírus da AIDS, é a tônica deste filme pouco conhecido, mas que vale (e muito) uma olhada.

Os Goonies (The Goonies, de Richard Donner, 1985)

Um grupo de amigos encontram um mapa, e decidem encontrar o tesouro contido nele, enfrentando bandidos italianos e Willy Caolho, que cria inúmeras armadilhas para atrapalhar o plano dos garotos. Produzido por Steven Spielberg, é um filme do qual nem se precisa falar muito. Clássico que atravessou gerações.

As Vantagens de Ser Invisível (The Perks of Being a Wallflower, de Stephen Chbosky, 2012)

Três adolescentes à margem da sociedade constroem uma bela e forte relação de amizade. Apesar da história poder ser resumida dessa forma, a abordagem séria sobre depressão, suicídio e desajuste social torna esse longa um dos mais importantes, em relação ao retrato da adolescência.

O Cão e a Raposa (The Fox and the Hound, de Ted Berman, Richard Rich e Art Stevens, 1981)

Considerada a animação mais triste já feita pela Disney, o desenho apresenta a relação do cão Toby com a raposa Dodó, amigos desde a infância, mas que acabam separados por causa do dono de Toby, um caçador. Ao se reencontrarem, já adultos, os dois animais se enxergam agora como inimigos, o que dificulta a retomada da amizade.

Mary e Max - Uma Amizade Diferente (Mary and Max, de Adam Elliot, 2009)

A inusitada amizade entre Mary, uma garota de 8 anos, e Max, um adulto de 44 anos, que começa através de uma simples troca de cartas, e possibilita a eles enxergarem o mundo e a enfrentarem os problemas de outra maneira.

E.T. - O Extraterrestre (E.T., de Steven Spielberg, 1982)

Provavelmente, o filme mais clássico já feito sobre amizade. Conta a tocante amizade entre o garoto Elliott e um alienígena, e a luta do menino para evitar que o simpático extraterrestre seja capturado pelo serviço secreto americano. Ficou anos no topo dos filmes mais assistidos da história.

Up - Altas Aventuras (Up, de Pete Docter, 2010)

Carl, um idoso de 78 anos, após perder a esposa, e ameaçado de perder sua residência, põe balões em sua casa, com o intuito de fugir para a América do Sul, um sonho do casal. Ele só não contava ter que lidar com o garoto Russell, de 8 anos, que "embarcou" com ele. A convivência forçada se torna uma forte amizade.

Menções honrosas

Toy Story

Impossível deixar o caubóy Woody, o temperamental astronauta Buzz Lightyear, e toda a fauna de personagens históricos de Toy Story fora da lista.

A Incrível Jornada

O bulldog Chance, a gatinha Sassy e o golden retriever Shadow são os protagonistas de uma das obras mais encantadoras da história da Disney.

DESTAQUES DOS EDITORES