Semana Mundial

Dicas de alimentação e feira saudável vão até o sábado

Tenda na Os\u00f3rio d\u00e1 dicas de alimenta\u00e7\u00e3o saud\u00e1vel
Tenda na Os\u00f3rio d\u00e1 dicas de alimenta\u00e7\u00e3o saud\u00e1vel

O Dia Mundial da Alimentação foi comemorado, nesta terça-feira (16), na Praça Osório, onde uma imensa tenda foi montada e onde foram apresentados os programas da cidade voltados à segurança alimentar. A ação faz parte da Semana Mundial da Alimentação, que tem programação até o sábado (20).

Uma inusitada feira de hortifrutigranjeiros frescos e processados de agricultores familiares da Grande Curitiba também chamou a atenção das pessoas que passavam pela Osório. A feira dos produtores da Região Metropolitana ficará na Praça Osório até o sábado. Os horários são das 9 às 20 horas (de hoje a sexta) e das 9 às 16 horas (sábado). São nove cooperativas participantes, que representam 1.024 produtores de São José dos Pinhais, Agudos do Sul, Piraquara, Cerro Azul, Araucária e Rio Branco do Sul.

Durante a ação na Osório, houve ainda orientações sobre consumo consciente, cuidados com a água, separação do lixo, reciclagem e prevenção de doenças através do programa Escute o Seu Coração.  As secretarias municipais da Saúde e do Meio Ambiente são parceiras da ação. Já o Sesc ofereceu exames de glicemia e verificação da pressão arterial.

Perdas
A Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento vai apresentar ao Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) um projeto que visa a redução de perdas e desperdício de alimentos em todo o Estado. A iniciativa é do Departamento de Segurança Alimentar e Nutricional (Desan) em parceria com a Emater-PR, MDS e BRDE.


Curitiba é uma das capitais com mais vegetarianos, diz pesquisa
No Brasil, 14% da população se declara vegetariana, segundo pesquisa do Iope Inteligência conduzida em abril de 2018. Nas regiões metropolitanas de São Paulo, Curitiba, Recife e Rio de Janeiro este percentual sobe para 16%. A estatística representa um crescimento de 100% em relação a 2012, quando a mesma pesquisa indicou que a proporção da população brasileira nas regiões metropolitanas que se declarava vegetariana era de 8%. 

A pesquisa do Ibope Inteligência mostra ainda o crescimento rápido no interesse por produtos veganos (ou seja, livres de qualquer ingrediente de origem animal) na população em geral: mais da metade dos entrevistados (55%) declara que consumiria mais produtos veganos se estivessem melhor indicados na embalagem ou se tivessem o mesmo preço que os produtos que estão acostumados a consumir (60%). Nas capitais, esta porcentagem sobe para 65%.