Sossego

Dois em cada cinco brasileiros querem viajar na baixa temporada para evitar multidões, aponta pesquisa

(Foto: Arnaldo Alves/Arquivo AEN)

A Booking.com divulgou os resultados do Relatório de Viagens Sustentáveis* de 2022, ampla pesquisa realizada com mais de 30.000 viajantes em 32 países e territórios, incluindo o Brasil. O levantamento revelou que há um pensamento recorrente entre viajantes quando o assunto é evitar destinos lotados ou muito visitados. Cerca de um terço dos brasileiros (34%) já está escolhendo viajar fora da alta temporada, e um número parecido (32%) decidiu ir a um destino menos conhecido nos últimos 12 meses para evitar a superlotação.

Em relação às viagens que vão fazer no futuro, 43% dos turistas do país dizem que estão dispostos a viajar exclusivamente fora da alta temporada para evitar multidões, e 68% revelaram que vão tentar evitar destinos e atrações famosos para que o impacto e os benefícios da sua viagem sejam melhor distribuídos. Ainda, mais de um terço (38%) está aberto a escolher um destino alternativo, em vez daquele de preferência, para ajudar a evitar aglomerações.

Por outro lado, 48% dos brasileiros acham difícil encontrar destinos atraentes que sejam menos cheios, e 35% têm a impressão de que não é possível encontrar opções de viagem sustentáveis em cidades ou outros destinos turísticos famosos. Esses dados mostram que as plataformas de viagem têm a oportunidade de trabalharem lado a lado com provedores de acomodação nesses destinos, ajudando-os em sua jornada rumo à sustentabilidade e deixando as opções sustentáveis mais visíveis. Essas plataformas podem, também, ajudar os viajantes a descobrirem épocas e destinos alternativos, sem que isso signifique sacrificar sua experiência de viagem.

Ponto de virada para o transporte

Os viajantes brasileiros também estão pensando sobre a distância que percorrem em suas viagens, como vão chegar ao seu destino e como se locomover por lá. Por exemplo, 8 em cada 10 (79%) afirmam querer usar meios de transporte mais ecológicos (como caminhar, pedalar ou usar transporte público em vez de táxis ou carros alugados). Além disso, um em cada cinco (21%) diz que escolheu viajar para um local mais perto de casa para reduzir sua pegada de carbono.

O estudo também revelou que, quando o assunto é a reserva de transporte para suas viagens, 55% dos entrevistados do Brasil buscam ativamente por informações sobre sustentabilidade. Ainda que 42% admitam que não procuram ativamente por opções de transporte sustentáveis, esse fator tem um impacto no comportamento de reserva e na satisfação dos clientes. Por exemplo, embora 25% digam que as práticas sustentáveis não tenham grande peso em suas escolhas de transporte, eles ainda admitem que isso pode influenciar sua escolha final. E para os 12% dos brasileiros que dizem que as práticas sustentáveis não têm nenhum peso na sua escolha de transporte, saber que escolheram uma opção que segue as melhores práticas de sustentabilidade ainda trará um sentimento positivo. Mais do que isso, será uma oportunidade para que passem a considerar outras opções sustentáveis durante toda a sua experiência de viagem.

*Pesquisa encomendada pela Booking.com e realizada de maneira independente com 30.314 entrevistados em 32 países e territórios. Para participar dessa pesquisa, as pessoas deveriam ter mais de 18 anos, terem viajado pelo menos uma vez nos últimos 12 meses e estarem planejando uma viagem em 2022. Além disso, deveriam ser responsáveis pela decisão ou estarem envolvidas no processo de tomada de decisão da viagem. A pesquisa foi feita on-line e ocorreu em fevereiro de 2022.