Publicidade

Dois navios interrompem cruzeiros e desembarcam passageiros no Rio

Dois navios de cruzeiro que partiram da França e foram até a Antártica pediram ajuda humanitária ao Brasil e foram autorizados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a atracarem no porto do Rio de Janeiro, para que seus passageiros desembarquem e sigam para seus países de origem.

O LAustral e o Le Boreal não registram relatos de saúde a bordo. Apesar disso, não conseguiram autorização para atracar em outros países.

O LAustral tinha 252 passageiros e chegou ao litoral do Rio no domingo, 22, depois de ficar por mais de 20 dias em alto mar, sem atracar em nenhum porto. A Anvisa autorizou o desembarque e exigiu que os passageiros usassem equipamentos de proteção, para proteção deles próprios, já que existe transmissão comunitária de covid-19 no Rio. Nesta quarta-feira o navio permanecia na área de fundeio, em frente à praia de Copacabana, somente com sua tripulação.

O Le Boreal, com 324 passageiros, atracou na cidade do Rio nesta quarta-feira, também depois de vários dias de navegação sem que tenha atracado em nenhum porto. Também não há relatos de casos ou suspeitas a bordo.

O desembarque será autorizado a partir de quinta-feira (26), à medida em que os voos de retorno dos passageiros para casa estiverem disponíveis. Segundo a Anvisa, o desembarque acontecerá com o tempo necessário para que os passageiros sejam transportados para o aeroporto e realizem os procedimentos de embarque. O transporte acontecerá de forma direta, da porta do navio até o aeroporto.

Após o desembarque de todos os passageiros, o LAustral e o Le Boreal farão uma parada técnica para abastecimento de água e alimentos e seguirão junto de volta para a França, país de origem das embarcações.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES