Antecipação

Doria promete vacinar todos os adultos de SP com a 1ª dose até 15 de setembro

Até 7,45 milhões de adultos a mais devem ser vacinados ainda em junho, diz governo do SP
Até 7,45 milhões de adultos a mais devem ser vacinados ainda em junho, diz governo do SP (Foto: Franklin de Freitas)

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou neste domingo, 13, a antecipação do plano de vacinação contra a covid-19 do Estado em 30 dias. Em coletiva no Palácio dos Bandeirantes, Doria informou que toda a população adulta de São Paulo deve receber ao menos a primeira dose do imunizante até o dia 15 de setembro.

"São Paulo será o primeiro Estado do Brasil a imunizar totalmente a sua população", disse Doria. "A vacina vai vencer o vírus, a saúde vai vencer o negacionismo, e nós aqui, em São Paulo, estamos ao lado da ciência, da saúde e da vida."

Com o novo calendário, até 7,45 milhões de adultos a mais devem ser vacinados ainda em junho, informou a coordenadora do Plano Estadual de Imunização (PEI), Regiane de Paula. O governo de São Paulo pretende vacinar pessoas sem comorbidades de 50 a 59 anos entre os dias 16 e 22 deste mês. Em seguida, serão imunizadas as pessoas de 43 a 49 anos, entre os dias 23 e 29, e as pessoas de 40 a 42 anos, do dia 30 ao dia 14 de julho.

"A nossa população estimada elegível para a vacinação é de aproximadamente 35 milhões de pessoas. Estaremos, com isso, vacinando 23 milhões dessas pessoas até o final do mês de junho, que dá um total de 66% dessa população", disse o secretário de Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn.

Entre os dias 15 e 29 de julho, o governo pretende concluir a imunização dos adultos de 35 a 39 anos. Em seguida, pessoas de 30 a 34 anos devem receber a vacina entre os dias 30 de julho e 15 de agosto. O cronograma continua com a vacinação das pessoas de 25 a 29 anos, de 16 a 31 de agosto, e dos adultos de 18 a 24 anos, do dia 1º até o dia 15 de setembro.

O governo ainda estuda uma estratégia para estimular a vacinação das cerca de 400 mil pessoas que receberam a primeira dose dos imunizantes, mas não voltaram para a segunda dose. A coordenadora do PEI afirmou que o governo vem discutindo uma ação integrada com 645 municípios e que as informações devem ser divulgadas em breve, em uma outra coletiva.