Publicidade
Brasil

Doria nomeia executivo e cria "secretaria da doação" em São Paulo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta quinta-feira (1º) a criação de uma secretaria especial para negociar doações de empresas à cidade. O executivo Cláudio Carvalho de Lima, 47, assumiu a pasta especial chamada de "Investimento Social". Segundo Doria, o objetivo da nova secretaria é viabilizar recursos e doações do setor privado para programas da prefeitura nas áreas de educação, saúde e assistência social. A prefeitura afirmou que a secretaria não vai demandar novas contratações, pois servidores de outras áreas foram realocados para a nova pasta. Antes de assumir o cargo, Cláudio Carvalho de Lima era vice-presidente da construtora Cyrela. No início do ano, a empresa doou a reforma dos banheiros e da marquise do parque Ibirapuera (zona sul), obra orçada em R$ 450 mil. Os novos banheiros do parque devem ser entregues nesta sexta-feira, de acordo com Doria. Segundo dados do site Transparência, a prefeitura já recebeu R$ 617 milhões em doações de empresas neste ano. Parte delas, no entanto, ainda não foram consolidadas: constam como "em andamento" no site. Em abril, após a Folha de S.Paulo mostrar que a gestão Doria havia publicado menos de 5% das doações, a prefeitura passou a divulgar os recursos doados a cada 72 horas. Pesquisa Datafolha em abril apontou que, para 45% dos paulistanos, as doações não são nada transparentes -para 31%, são um pouco transparentes, e só 16% consideram muito transparentes.

DESTAQUES DOS EDITORES