Publicidade
Vida marinha

Duas baleias são vistas em águas da baia de Paranaguá e Ilha do Mel; veja video

(Foto: Reprodução Facebook)

Na manhã deste sábado, 20, a equipe do Laboratório de Ecologia e Conservação via Projeto de Monitoramento de Praias (LEC) – Bacia de Santos (PMP-BS) foi informada sobre a ocorrência de uma baleia no canal de navegação da baía de Paranaguá. A equipe foi até o local, entre a Ilha do Mel e Pontal do Sul, e constatou que era uma baleia Jubarte (Megaptera novaeangliae) juvenil, com tamanho aproximado a de um adulto. No mesmo, a equipe recebeu a notícia de uma baleia de pequeno porte morta boiando na baía de Paranaguá. Os motivos da morte estão sendo analisados pela equipe do LEC.

Segundo as informações do LEC, esta espécie tem hábitos migratórios e anualmente vem de regiões frias como a Antártica, onde se alimentam, para reproduzir em *águas quentes* do litoral brasileiro. Ocorrências como esta foram registradas durante os últimos anos de monitoramento no Paraná, mas esta é a primeira vez que o animal é avistado em área interna da baía.

O animal estava bem ativo e expunha com frequência as nadadeiras peitorais, as quais são longas e características da espécie. Também foi avistado o animal expondo a cabeça e fazendo saltos. "Todos estes comportamentos são possíveis de serem avistados quando o animal não é molestado. Segundo a portaria n° 24 de 08 de fevereiro de 2002, “Art. 2° - É vedado a embarcações que operem em águas jurisdicionais brasileiras: aproximar-se de qualquer espécie de baleia (cetáceos da Ordem Mysticeti; cachalote Physeter macrocephalus, e orca Orcinus orca) com motor engrenado a menos de lOOm (cem metros) de distância do animal mais próximo, devendo o motor ser obrigatoriamente mantido em neutro, quando se tratar de baleia jubarte Megaptera novaeangliae, e desligado ou mantido em neutro, para as demais espécies”, diz o relato na página do Facebook do LEC.

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural no Polo Pré-Sal da Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama. Esse projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos. O projeto é realizado desde Laguna/SC até Saquarema/RJ, sendo dividido em 15 trechos. O Centro de Estudos do Mar/UFPR monitora o Trecho 6, compreendido entre os municípios de Guaratuba e Guaraqueçaba.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES