Publicidade
Coritiba 2 x 2 São Bento

Eduardo Baptista critica desempenho do time: “Precisamos mudar urgente essa postura”

(Foto: Geraldo Bubniak)

Após o empate em 2 a 2 contra o São Bento no Couto Pereira, na tarde deste sábado (21 de julho) o técnico do Coritiba, Eduardo Baptista, lamentou mais uma atuação sofrível da equipe. Na visão dele, os jogadores até apresentaram um bom desempenho no primeiro tempo, quando chegaram a abrir vantagem de 2 a 0 no placar, mas o segundo tempo ruim acabou sendo determinante para um empate – que por pouco não foi uma derrota, já que o São Bento teve um gol anulado ainda no primeiro tempo (equivocadamente) e outro já nos acréscimos da etapa final.

Fizemos um primeiro tempo bom, criamos chances. Mas no segundo tempo nos negamos a ter a bola, não nos movimentamos e não conseguimos jogar. Depois da expulsão as coisas ficaram difíceis”, disse o treinador em entrevista coletiva, destacando que o time precisa apresentar um melhor futebol e ficar mais tempo com a bola em seus pés.

Precisamos jogar, ter mais a bola. Nós deixamos de jogar e quando isso acontece você acaba sofrendo”, comentou Baptista. “Iniciamos o jogo buscando, com uma proposta de marcar pressão. Conseguimos o gol cedo, fizemos o 2 a 0 e criamos boas oportunidades. Mas quando você deixa de rodar a bola, teu adversário te joga para trás. E se você fica só marcando, uma hora a muralha acaba caindo.”

Ainda segundo o técnico coxa-branca, é preciso que os jogadores tenham personalidade neste momento difícil, em que sobram cobranças por parte da torcida e da imprensa – e as vezes até da própria direção do clube. “O Coritiba é um clube muito grande. Houve uma cobrança, todos nós temos que fazer mais. É ter personalidade. Encarar, jogar em um time grande, imposição. Jogar em clube grande não é fácil, temos todos que assumir esta personalidade.”

A próxima chance de o clube dar a volta por cima é na terça-feira, quando o Coritiba visita o Goiás. Apesar do desempenho abaixo do esperado na tarde deste sábado, a tendência é que sejam feitas poucas mudanças na escalação do time paranaense.

Vamos estudar… Temos só dois dias (até o próximo jogo) e não dá para fazer muitas alterações. Vai ser mais na base da conversa… Mas não foi só um ou outro jogador (que caiu de produção hoje). O time todo esteve abaixo. Não temos tempo para treinar, mas precisamos mudar urgente essa postura.”

 

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES