Publicidade
Coritiba 0 x 0 Ponte Preta

Eduardo Baptista lamenta falta de equilíbrio do Coxa: “Erramos demais”

O Coritiba jogou mal. E Wilson novamente teve de dar uma de super herói para evitar a derrota do time do Alto da Glória diante da Ponte Preta, no Couto Pereira, segurando o 0 a 0 no placar.

Para o técnico Eduardo Baptista, falta equilíbrio ao time alviverde. Visivelmente decepcionado com o desempenho de seus atletas (“a equipe toda não viveu um bom momento”, chegou a afirmar o treinador),
ele também comentou sobre o baixo nível técnico da competição como um todo.

Está equilibrado em baixo (o campeonato). Em termos de qualidade técnica, está equilibrado em baixo. O time que tiver regularidade é que vai subir e estamos buscando isso. Queríamos hoje a vitória, mas não deu”, lamentou o treinador. “Fizemos um primeiro tempo apático, abaixo e com muitos erros técnicos. Erramos demais. No segundo tempo já foi outro volume, outra intensidade, conseguimos jogar pelos lados, mas os erros continuaram. Foi uma noite em que erramos bastante. Mesmo com o segundo tempo mais aguerrido, não foi um jogo bom nosso”.

O desapontamento do treinador foi ainda maior porque a partida marcou o recorde de público pagante no Couto Pereira pela Série B – 9.223 torcedores. Por outro lado, o ponto conquistado colocou o time na quinta posição, empatado em pontos com o quarto e o terceiro colocados (Avaí e Figueirense). A esperança, agora, é que o time se supere novamente fora de casa, no próximo sábado.

“O público veio, compareceu em peso. Queríamos ter uma noite boa, trazer a torcida para o nosso lado. Mas não foi uma noite feliz nossa. A gente queria os três pontos, nos colocaria numa situação muito boa dentro do campeonato. Mas estamos com a mesma pontuação do terceiro colocado e vamos buscar a vitória contra o Fortaleza.”

DUAS SUBSTITUIÇÕES NO INTERVALO

Um dos temas que tomou maior tempo na entrevista coletiva do treinador coxa-branca foi a decisão de realizar duas das três substituições disponíveis logo na volta do intervalo. O lateral-esquerdo William Matheus e o ponta-esquerda Alisson Farias deixaram o campo para as entradas de Chiquinho e Nathan, respectivamente.

As alterações, segundo explicou o próprio Eduardo Baptista, acabaram minando no decorrer do jogo as possibilidades de um Coritiba mais criativo em campo, já que o técnico não pôde mexer na dupla de volantes da equipe (Vitor Carvalho e Uillian Correia), que não tiveram uma boa noite no Couto Pereira.

Quando vem de um primeiro tempo ruim como viemos, você tem de criar alguma coisa, buscar alguma coisa. O Alisson e o William não vinham bem, eu tinha de mexer nos dois. O primeiro tempo foi tão abaixo que a gente tinha de dar um choque ali. Era a hora de dar um chacoalhão (no time), dar uma bronca. Foi um momento (o primeiro tempo) que me deixou bastante preocupado. Eles (Chiquinho e Nathan) voltaram bem, mas acabou faltando mais uma alteração no decorrer do jogo.”

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES