Em boa situação, Atlético-PR enfrenta o "algoz" Vitória

Desde que conquistou o título Brasileiro de 2001, o Atlético-PR cresceu no cenário nacional e internacional. Desde então, foi vice da Libertadores, chegou às semi-finais da Sul-Americana e foi vice-campeão Brasileiro, rivalizando com equipes com maior poder econômico. Contudo, nos confrontos contra o Vitória, adversário do Atlético-PR no próximo domingo (27), a lógica é inversa.

Os baianos viveram grandes momentos no futebol nacional nos anos 1990, conquistando a quinta colocação na Copa Conmebol de 1997. Nos Brasileiros de 1993 e 1999, foi 2º e 30 lugar, respectivamente.

Curiosamente, o auge das equipes não coincido com a vantagem nos confrontos entre paranaenses e baianos. Entre 1973 e 2001, foram 16 partidas entre os dois times, com oito vitórias do Atlético-PR, quatro empates, e quatro triunfos do Vitória.

Desde 2002, porém, a situação mudou. Foram doze jogos entre as equipes, com o Vitória saindo vencedor em sete ocasiões, perdendo outras quatro e empatando uma outra.

No ano passado, as duas equipes se encontraram na Série B do Brasileirão. Na primeira partida, no dia 21 de julho de 2012, vitória dos baianos por 1 a 0 no Estádio Fernando Charub Farah, em Paranaguá. No dia 20 de outubro, a vingança atleticana com triunfo pelo placar de dois gols a zero no Barradão.

Pelo primeiro turno deste Brasileiro, as equipes se enfrentaram no dia nove de junho, no Barradão. Os donos da casa venceram por 3 a 2, com Maxi Biancucchi, Cáceres e Rômulo marcando para os baianos, enquanto Ederson e Pedro Botelho descontando para os paranaenses.

A partida era válida pela quinta rodada do Brasileirão, e o resultado colocou, na ocasião, o Vitória na segunda colocação, enquanto o Atlético-PR agonizava na décima quinta. Hoje, o Furacão aparece no terceiro lugar com 41 pontos enquanto o rubro-negro baiano é o nono com 31.