Pandemia

Em Curitiba, profissionais de odontologia ajudam na vacinação contra a covid-19

O dentista Carlos Alberto Tosin aplica a vacina na profissional de segurança do IML
O dentista Carlos Alberto Tosin aplica a vacina na profissional de segurança do IML (Foto: Divulgação/Ricardo Marajó/SMCS)

Profissionais de odontologia da Rede Municipal de Saúde de Curitiba estão ajudando na campanha de vacinação contra a covid-19. Com a equipe de enfermagem, cirurgiões dentistas, auxiliares e técnicos em saúde bucal participam da organização e do atendimento da população e também da aplicação de vacinas.

Para a tarefa, a Secretaria Municipal da Saúde treinou 250 profissionais da área da saúde bucal, entre os quais 180 cirurgiões dentistas que estão aptos para aplicarem vacina.

“Como o atendimento da saúde bucal hoje está concentrado nas emergências, profissionais da odontologia estão trabalhando em outras frentes de combate à pandemia, e agora também no apoio à vacinação”, destaca Viviane Gubert, coordenadora de Saúde Bucal da SMSC.

Dobradinha profissional
Com esse apoio, parte enfermagem que estava na vacinação foi reforçar o atendimento em Unidades de Saúde e UPAs, em funções que não poderiam ser desempenhadas pela odontologia.

“É muito importante essa dobradinha profissional entre odontologia e enfermagem, assim conseguimos reforçar equipes em todos os locais e garantir uma vacinação acelerada”, diz Valquíria Cordeiro, enfermeira da coordenação do Pavilhão da Cura.

Para quem recebe a vacina, não importa se ela é aplicada por dentista ou por alguém da enfermagem. A imunização é o que mais conta.

“Não sei qual tipo de profissional aplicou minha vacina, mas certamente é alguém que sabe muito bem o que está fazendo e da responsabilidade que tem”, afirmou Marlei Ribas Toledo.

Um time só
Se juntar à enfermagem nesse momento e emprestar o conhecimento técnico à outra área é considerado privilégio para os profissionais da odontologia que aceitaram a tarefa desempenhada longe dos consultórios.

Antes da campanha da vacinação, durante a pandemia, muitos profissionais de odontologia já estavam na linha de frente, como Paulo Francisco Arant Martins.

Há 23 anos cirurgião dentista na rede municipal, pela primeira vez ele teve que sair do consultório para outras tarefas na Unidade de Saúde Vila Verde, na CIC.

“Passei por todas as funções, desde apoio na divisão do fluxo de pacientes na unidade até monitoramento de oximetria, mas vir à vacinação está sendo uma experiência maravilhosa, principalmente por receber tanto carinho”, afirma Martins.

Apesar de estar longe da unidade, ele não esquece dos colegas da saúde que estão lá na outra ponta da linha de frente. “Estendo a eles que estão na retaguarda, lá na parte mais difícil, todo essa gratidão que recebo aqui”, fala Martins.

A transferência de posto de trabalho também foi um alento para Diloê Ferreira. A auxiliar de saúde bucal está agora no apoio da vacina, no drive-thru do Parque Barigui.

Para ela foi uma grande alegria essa mudança. “Me sinto uma privilegiada em ajudar nesse momento tão dramático, ainda mais com a vacina que é a esperança de tudo isso passar e ver a alegria das pessoas que são imunizadas faz bem para nossa saúde mental. Um alento.”