Publicidade
Brasileirão

Em estádio quase vazio, Paraná Clube empata e evita recorde negativo

Em estádio quase vazio, Paraná Clube empata e evita recorde negativo
Paraná 1 x 1 Vitória (Foto: Geraldo Bubniak)

O Paraná Clube empatou em 1 a 1 com o Vitória, nesse domingo (dia 4) à tarde, na Vila Capanema, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o time paranaense segue na lanterna da competição, com 18 pontos, e ainda não está matematicamente rebaixado. A equipe baiana é a 16ª colocada, com 34 pontos. Clique aqui para ver a classificação no site Srgoool.

O placar ampliou um jejum. O Paraná agora está há 18 partidas seguidas sem vencer – recorde na história do Brasileirão, iniciado em 1971. A última vitória da equipe ocorreu em 22 de julho, contra o América-MG, na Vila Capanema. O maior jejum da história da competição era do São Caetano de 2006 e do América-RN de 2007, ambos com 16 jogos sem vencer.

Com o empate, o Paraná evitou um recorde negativo. Se não somasse mais pontos na competição, poderia ter igualado a campanha de 2007 do América-RN, que fez apenas 17 pontos em 38 rodadas e tem a pior pontuação da Era dos Pontos Corridos, iniciada em 2003. 

O Paraná ainda pode ser rebaixado matematicamente até o final da 32ª rodada. Isso ocorre se o Sport derrotar o Ceará em Recife, nesta segunda-feira (dia 5).

DESEMPENHO
O Paraná demonstrou organização tática e aplicação por parte dos jogadores na maior parte do jogo. No entanto, os erros individuais prejudicaram drasticamente o desempenho. O Vitória também foi eficiente na marcação e em outros aspectos coletivos, mas igualou o adversário na quantidade de falhas individuais.

PÚBLICO
A partida registrou o pior público de todo Brasileirão 2018, com apenas 937 pagantes. Antes, a pior marca também pertencia ao Paraná Clube, com 2.239 pagantes contra a Chapecoense, pela 23ª rodada. 

ARTILHEIRO
O volante Alex Santana fez o gol do Paraná na partida. Ele soma cinco gols em 47 jogos pelo clube. Contando apenas 2018, foram três gols em 28 partidas. Com isso, divide a artilharia da equipe no Brasileirão com o ponta Silvinho, ambos com três gols. 

TÉCNICO
Esse foi o terceiro jogo do técnico Dado Cavalcanti com o Paraná em 2018. Agora ele soma duas derrotas e um empate no clube. 

ESCALAÇÕES
O Paraná não tinha Junior, Gabriel Pires, Maicosuel, Nadson, Guilherme Biteco e Torito González, todos em recuperação. O esquema tático era o 4-1-4-1. A linha de quatro tinha Alex Santana e Jhonny Lucas centralizados e dois extremos: Andrey na direita e Juninho na esquerda. Os desfalques no Vitória eram Lucas Ribeiro, André Lima, Guilherme, Wallison Maia, Jeferson, Bruno Bispo, Juninho e Luan. O time baiano também usou o 4-1-4-1. 

PRIMEIRO TEMPO
O primeiro tempo foi equilibrado e com poucas jogadas ofensivas – duas de cada equipe. O Paraná apostava na infiltração de Alex Santana e Jhonny Lucas pelo centro. O Vitória tinha como principal arma a dupla da esquerda, formada por Benítez e Erick, que conseguiu levar a melhor no duelo contra a dupla da direita do Paraná, formada por Wesley Dias e Andrey. O lance mais perigoso da primeira etapa ocorreu no primeiro minuto, quando Juninho cruzou rasteiro e Alex Santana chutou no travessão.

SEGUNDO TEMPO
O Vitória voltou mais ofensivo para o segundo tempo e chegou a incomodar em dois lances. No entanto, deixou mais espaços na marcação. E o Paraná soube explorar. Aos 13 minutos, Andrey fez boa jogada invididual, tabelou com Grampola e rolou para Alex Santana, livre na área, chutar. O time baiano avançou ainda mais. O time paranaense soube segurar a pressão até os 38 minutos, quando o Vitória empatou em cobrança de escanteio: Yago cruzou e Léo Ceará cabeceou no canto.

ESTATÍSTICAS
Em 90 minutos, o Paraná somou 4 finalizações (1 certa e 1 na trave), 45% de posse de bola, 72% de eficiência nos passes e 2 escanteios. O Vitória arrematou 12 vezes (3 certas) e teve 55% de posse de bola, 75% de eficiência nos passes e 5 escanteios. Os dados são do WhoScored.

PARANÁ 1 x 1 VITÓRIA
Paraná: Richard; Wesley Dias, Jesiel, René Santos (Mansur) e Igor; Leandro Vilela; Alex Santana, Jhonny Lucas (Alesson), Andrey e Juninho (Silvinho); Grampola. Técnico: Dado Cavalcanti
Vitória: Ronaldo; Ramon, Aderllan, Ruan Renato (Yago) e Benitez; Léo Gomes, Rodrigo Andrade (Neílton), Arouca, Lucas Fernandes e Erick (Maurício); Léo Ceará. Técnico: Carpegiani
Gols: Alex Santana (13-2º), Léo Ceará (38-2º)
Cartões amarelos: Aderllan, Arouca, Ruan Renato, Benítez (V). Leandro Vilela (P)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Público: 937 pagantes
Local: Vila Capanema

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo

1 – Juninho cruza rasteiro. Alex Santana invade a área e chuta de primeira. A bola explode no travessão.
9 – Escanteio. Richard tira de soco. Lucas Fernandes pega o rebote na área e chuta para fora.
37 – Juninho toca para a meia-lua. Jhonny Lucas faz o corta-luz e Alex Santana solta a bomba. Aderllan bloqueia.
40 – Jhonny Lucas tenta de longe. A bola vai para longe.

Segundo tempo
3 – Falta. Bola lançada para a área. Aderllan cabeceia no centro. Richard segura.
7 – Ramon inverte e encontra Erick livre na área. Ele chuta na rede, pelo lado de fora.
13 – Gol do Paraná. Andrey parte da ponta-direita, corta para dentro, tabela com Grampola e rola para Alex Santana, livre na área, chutar no canto.
21 – Bola alta para a área. Bate e rebate. Léo Gomes chuta. A defesa tira.
38 – Gol do Vitória. Escanteio. Yago cruza. Léo Ceará sobe mais que Igor e cabeceia no canto.

DESTAQUES DOS EDITORES