Brasileirão

Em jogo de pênaltis e 'lei do ex', Athletico vence o São Paulo e entra no G4

(Foto: Franklin de Freitas)
(Foto: Franklin de Freitas)
(Foto: Franklin de Freitas)
(Foto: Franklin de Freitas)
(Foto: Franklin de Freitas)
(Foto: Franklin de Freitas)
(Foto: Franklin de Freitas)
(Foto: Franklin de Freitas)
(Foto: Franklin de Freitas)
(Foto: Franklin de Freitas)

O Athletico Paranaense venceu por 1 a 0 o São Paulo, nesse domingo (dia 31) à tarde, na Arena da Baixada, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. O gol foi marcado pelo meia Vitor Bueno, ex-São Paulo, em cobrança de pênalti. A partida também teve outra penalidade, desperdiçada pelo zagueiro Thiago Heleno. Com o resultado, o time paranaense ficou em 4º lugar, com 34 pontos. A equipe paulista está na 10ª posição, com 26 pontos. Clique aqui para ver a classificação, no site Srgoool.

Clique aqui para ver as ATUAÇÕES — notas para os jogadores do Athletico.

FASES
Desde a chegada de Felipão, o Athletico somou 14 vitórias, 6 empates e 3 derrotas. Como mandante, o treinador ainda não perdeu em casa (9 vitórias e 3 empates). A última derrota do Furacão na Arena ocorreu em 17 de abril – 1 a 0 para o Athletico-MG, pela 2ª rodada do Brasileirão. O São Paulo vinha de 4 partidas sem perder (1 vitória e 3 empates).

ARTILHEIRO
O meia Vitor Bueno soma agora 5 gols em 19 jogos pelo Athletico em 2022.

ESCALAÇÃO DO ATHLETICO
As baixas no Athletico eram Terans (suspenso), Christian (lesionado) e Pablo (lesionado). O esquema tático foi o 4-2-3-1 de sempre, com Canobbio (direita), Vitor Bueno (centro) e Cuello (esquerda) na linha de três. Pedro Henrique ficou no banco, devido ao desgaste físico excessivo.

ESCALAÇÃO DO SÃO PAULO
No São Paulo, os desfalques eram Jandrei, Reinaldo, André Anderson, Walce, Patrick, Caio, Luan e Arboleda. Ceni armou a equipe no 4-4-2, com Rodriginho e Nikão no ataque. O treinador poupou vários titulares e escalou uma equipe mista na Arena — na quarta-feira, a equipe pega o Ceará pela Copa Sul-Americana.

PRIMEIRO TEMPO
O Athletico teve certa facilidade para controlar o jogo e fazer boas tabelas pelo meio-campo. No primeiro tempo, desperdiçou duas chances claras (uma com Vitor Bueno e outra com Vitor Roque) e teve um gol anulado pelo VAR, aos 20. No lance, após boa troca de passes, Vitor Bueno acertou a trave e Canobbio aproveitou o rebote. No entanto, Vitor Roque, que também participou do início da jogada, estava impedido. No período, o São Paulo teve duas boas jogadas, mas Marcos Guilherme e Galoppo desperdiçaram.

SEGUNDO TEMPO
No intervalo, Pedrinho entrou na lateral-esquerda do Athletico. O São Paulo fez três substituições, colocando o centroavante Callerio, o meia Igor Gomes e o zagueiro Léo. Já aos 4, Felipe Alves perdeu o domínio da bola na área e precisou derrubar Vitor Roque para não sofrer o gol. Pênalti. Thiago Heleno cobra no cantro e o goleiro salva com os pés. O jogo ficou lá e cá, com bons ataques dos dois lados. Aos 19, pênalti em Canobbio. Aos 32, Vitor Bueno (ex-São Paulo) cobrou e converteu: 1 a 0. O São Paulo sentiu o gol e teve dificuldades em campo. O Athletico quase fez o segundo aos 33, em belo passe de Fernandinho e chute de Vitinho no rosto do goleiro. Aos 35, o meio-campista Léo Cittadini entrou no jogo. O São Paulo quase empatou aos 40, em cobrança de falta de Luciano, que acertou o travessão.

ESTATÍSTICAS
No total dos 90 minutos, o Athletico somou 40% de posse de bola, 10 finalizações (4 certas), 15 faltas cometidas e 75% de precisão nos passes. O São Paulo teve 12 finalizações (2 certas), 13 faltas cometidas e 85% de precisão nos passes. Os dados são do Sofascore.

ATHLETICO 1x0 SÃO PAULO
Athletico: Bento; Khellven, Matheus Felipe, Thiago Heleno e Abner (Pedrinho); Erick e Fernandinho; Canobbio (Marcelo Cirino), Vitor Bueno (Léo Cittadini) e Cuello (Vitinho); Vitor Roque (Rômulo). Técnico: Felipão
São Paulo: Felipe Alves; Rafinha, Luizão (Calleri), Miranda e Moreira; Pablo Maia, Talles Costa (Léo), Marcos Guilherme (Rodrigo Nestor) e Galoppo; Nikão (Luciano) e Rodriguinho (Igor Gomes). Técnico: Rogério Ceni
Gols: Vitor Bueno (23-2º)
Cartões amarelos: Luizão, Nikão, Felipe Alves, Luciano (SP) Fernandinho, Cittadini, Thiago Heleno (A).
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (CE)
Público: 26.492
Local: Arena da Baixada

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo
5 - Fernandinho coloca na área. Vitor Roque domina e cai ao dividir com Pablo Maia.
15 - Abner enfia. Vitor Bueno recebe na área, nas costas da defesa, mas deixa a bola escapar.
16 – Nikão toca para Rafinha, que cruza da direita. Khellven tira de cabeça, antes que Rodriguinho complete.
20 - Gol anulado. Vitor Roque aciona Vitor Bueno, na meia-lua. Ele finta um e chuta na trave. No rebote, Canobbio cutuca para o gol vazio. O VAR anota impedimento.
25 – Nikão tenta de fora da área. A bola vai sobre o gol.
28 – Lançamento. Marcos Guilherme sai na cara do gol. Ele deixa a bola escapar e Thiago Heleno salva.
38 – Vitor Bueno chuta de fora da área. A bola vai sobre o gol.
40 - Boa troca de passes. Nikão deixa Galoppo na cara do gol. Ele chuta e Bento defende.
46 - Vitor Bueno rouba a bola no ataque, avança e rola para Vitor Bueno, na cara do gol. Ele chuta no canto e Felipe Alves faz grande defesa.

Segundo tempo
4 - Recuo para Felipe Alves, que erra o domínio. Vitor Roque tenta aproveitar, na cara do gol, mas é derrubado pelo goleiro. Pênalti. Thiago Heleno cobra o pênalti com chute rasteiro, no cantro. Felipe Alves salva com os pés.
8 – Igor Gomes enfia. Marcos Guilherme sai na cara do gol e chuta. Bento abafa e salva o Athletico.
14 - Calleri recebe na área e chuta perto, sobre o gol.
19 - Canobbio é derrubado por Moreira no bico da área. Pênalti.
23 – Gol do Athletico. Vitor Bueno cobra o pênalti com um chute forte à direita do goleiro, que cai para a esquerda.
32 - Fernandinho dá belo passe para Vitinho, na cara do gol. Ele chuta em cima do goleiro e perde grande chance.
41 – Falta frontal. Luciano cobra no travessão.