Publicidade
Esporte

Em recuperação, Luis Fabiano deu palavra à Ponte e deixou acerto encaminhado

MARCELLO DE VICO

SANTOS, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A notícia de que Luis Fabiano irá fazer um trabalho de recondicionamento físico na Ponte Preta certamente aguçou a curiosidade de muita gente, especialmente dos torcedores do clube campineiro. Será que o atacante de 37 anos voltará a vestir a camisa da equipe que o projetou para o futebol? A resposta, ao que tudo indica, é sim.

Segundo apurou o UOL Esporte, o atacante se comprometeu com a Ponte Preta e informou que não avaliará propostas de outras equipes caso elas cheguem a ele. "Vim para a Ponte", teria dito Luis Fabiano, que está em clube desde fevereiro deste ano, quando rescindiu com o Vasco. O acerto, portanto, está alinhado e tudo parece ser uma questão de tempo até o anúncio oficial.

Na manhã desta segunda-feira (23), Luis Fabiano voltou a vestir a camisa da Ponte Preta e deu início ao processo de recondicionamento físico. Ele chegou bem cedo ao Moisés Lucarelli e passou por uma bateria de testes e exames.

"Estamos felizes em poder participar deste recondicionamento do Luis Fabiano, por meio de nossa equipe multidisciplinar. Assim como fazemos com todos os nossos jogadores, vamos trabalhar em conjunto e com afinco para propiciar condições para a volta dele aos gramados", disse Cláudio Roberto Simões, diretor médico da Ponte Preta.

A Ponte Preta ainda não confirma o prazo para que Luis Fabiano fique apto para retornar aos gramados. A expectativa, porém, é de que o jogador precise de cerca de um mês.

"Vamos trabalhar semana a semana. Não dá para precisar em quanto tempo o jogador estará apto, justamente porque alguns fatores dependem do organismo dele, da adaptação pessoal ao que está sendo realizado. Mas as perspectivas são otimistas", declarou Roberto Nomura, chefe do departamento médico da Ponte Preta.

Natural de Campinas (SP), Luis Fabiano foi vice-campeão da Copa São Paulo de Juniores pela Ponte Preta, em 1998, e defendeu a camisa alvinegra até 2000, quando se transferiu para o Rennes, da França.

Publicidade

DESTAQUES DOS EDITORES