Publicidade
Comércio internacional

Em um ano, empresa paranaense cresce mais de 300%

(Foto: Divulgação/Assessoria de imprensa)

O comércio internacional passou por grandes mudanças num passado recente. Antes, a logística era uma operação relativamente simples e tratava basicamente da movimentação de mercadorias de um lugar para outro. Hoje, o mercado exige serviços mais abrangentes e processos logísticos personalizados, para atender as necessidades específicas de cada cliente. Toda essa evolução e especialização que fazem parte da logística moderna é definida como Contract Logistics que, na tradução literal para o português, significa “logística de contrato”.

Na concepção de de Contract Logistics a ação das empresas prestadoras desse serviço engloba os percursos da logística tradicional, somados aos processos de gerenciamento da cadeia de suprimentos. No Brasil, a Trasmarine atua conforme o modelo de Contract Logistics e desempenha papel estratégico nas diferentes etapas do processo de entrega e gerenciamento de cargas e inventário como: linha de produção, armazenamento, plano de distribuição, gestão de estoques e distribuição final. “Com base nesse modelo, analisamos as necessidades e desafios em cada operação, individualmente, e ajudamos a maximizar o desempenho da cadeia de abastecimento, visando o desenvolvimento dos negócios, vantagem competitiva e a satisfação dos nossos clientes”, diz Osmar Munhoz Junior, CEO da Trasmarine.

Na prática, explica Munhoz Junior, o sistema de Contract Logistics é a melhor solução para gerenciar o crescente fluxo internacional de mercadorias, como vimos nesse mês de novembro, com o advento das promoções conhecidas como Black November. “O Serviço de Contract Logistics expande os conceitos do processo logístico e viabiliza o crescimento da demanda por bens e transporte durante as temporadas de compras de alto tráfego, por exemplo”, acrescenta.

E foi graças à essa estratégia de mercado, que a Transmarine cresceu 300% no período de apenas um ano e atende os maiores players de fertilizantes do Brasil. participando de cotações que chegam a mais de 3 milhões de toneladas ano. Para se ter uma ideia do tamanho do negócio, a Transmarine opera com um banco de dados de motoristas com mais de 12 mil motoristas.

“Nós nos tornamos, em pouco tempo, um dos grandes provedores de logística do Brasil.Temos três espaços de armazenagem em todo o território nacional. Nossas agências em Curitiba (Paraná), Paranaguá (Paraná), Santos (São Paulo), Rondonópolis (Mato Grosso), Salvador (Bahia) e Rio de Janeiro (Rio de Janeiro), todas estão localizadas próximas à saída e chegada de veículos, como rodovias e portos. Esses locais centralizados flexibilizam e facilitam o recebimento, a preparação e o envio de produtos para os consumidores. E em 2020 vamos expandir nossa estrutura de armazéns para outros portos em Salvador (Ba), Vitória (ES), Itapoá (SC), Laranjeiras (SE) e São Luiz (MA)”, argumenta.

O trabalho em diversos segmentos - piso, plástico, ração animal, tinta, vestuário, bebida, cimento, construção civil, comércio eletrônico, ferro, náutico, máquina, grãos, papel e alimentos, mercados de farinha animal, fertilizantes e placas solares - também impulsionou o crescimento da Transmarine. “Essa diversificação de nichos de mercado expande nossas possibilidades de atuação”, diz o CEO da Transmarine.

Posicionamento

“O caminho mais inteligente para o seu negócio” é o mote da Transmarine na comunicação com o mercado. O atributo “inteligência” está em sintonia com a mensagem que a empresa deseja transmitir para seu público-alvo: “Somos muito mais do que uma transportadora. Trabalhamos em todo o processo de inteligência, entendendo a necessidade do cliente e propondo opções e possibilidades personalizadas para cada um deles”, finaliza Munhoz Junior.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES