Publicidade
Solidariedade

Empresa da Lapa doa 6 mil litros de álcool glicerinado com foco em doação para linha de frente da saúde

(Foto: Divulgação)

 Um dos maiores players do mercado de combustíveis do Brasil, o Grupo Potencial, que tem uma planta de biodiesel situada na cidade da Lapa, no Paraná, dedicou parte de seu expediente para contribuir com o controle da disseminação do novo coronavírus, através da elaboração e envase de seis mil litros de álcool glicerinado 80%. Subproduto da fonte de energia renovável, a glicerina refinada da Potencial representa a maior produção deste item no país, com mais de um terço da produção nacional.

Graças a glicerina bidestilada produzida pela Potencial Biodiesel, o Grupo conseguiu elaborar um item de primeira necessidade, imprescindível para o combate da Covid-19, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e Ministério da Saúde do Brasil. De acordo com Robson Antunes, gestor de qualidade da usina paranaense de biodiesel, a empresa seguiu à risca as orientações gerais para produção de formulações antissépticas alcoólicas, que atendem a situação de emergência de saúde pública internacional. “Temos um produto, a glicerina, que destaca uma qualidade hidratante que, quando usada no álcool evita o ressecamento da pele, assim como a rápida evaporação do produto. Em virtude dessa característica, nosso álcool glicerinado potencializa a eficiência na higienização”, garante.

Segundo Luciana Hammerschmidt Wolff, gerente de marketing do Grupo Potencial, o álcool não faz parte da cadeia produtiva da companhia, mas como a intenção de ajudar era maior, o Grupo driblou esse impeditivo e produziu o álcool glicerinado. “Já iniciamos a distribuição de Álcool 80% Glicerinado da Potencial. Fazem parte da nossa lista, hospitais, instituições sociais e comunidades carentes. Até o momento, a Rede Família Voluntária, programa do Governo do Estado do Paraná, os hospitais Pequeno Príncipe, Marcelino Champagnat, Angelina Caron, Cajuru e o Lar de Idosos da Lapa já retiraram a doação na sede da empresa, localizada no município de Araucária. Quem também se beneficiou com a iniciativa foram os colaboradores do Grupo.

Luciana acrescenta que a responsabilidade social sempre fez parte da cultura da Potencial. “Há anos contribuímos ativamente, via Lei de Incentivo, com hospitais e outras entidades da área de saúde. No entanto, agora estamos diante de uma inigualável crise sanitária e nossa indústria pode produzir um item essencial para a prevenção do coronavírus”, ressalta a gerente. “Nossa empresa sempre produziu e distribuiu energia e, agora, entendemos que a energia que podemos doar está relacionada à saúde e, por isso, estamos contentes por ajudar na prevenção daquilo que entendemos ser o pilar mais importante da vida de um ser humano”, justifica a gerente.

Selo de qualidade

Comprometida com os seus processos de qualidade, a Potencial Biodiesel destaca um laboratório credenciado junto à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), bem como acreditação junto à Coordenação Geral de Acreditação do INMETRO (Cgre). “Além de possuir um grau de pureza igual ou superior a 99,7%, o leque de aplicação da glicerina refinada é vasto, podendo ser utilizada por indústrias química, alimentícia, farmacêutica de cosméticos e têxtil”, completa Luciana Hammerschmidt Wolff.

Grupo de alto desempenho

Para quem ficou curioso sobre a atuação do Grupo, que completa 26 anos em 2020, a Potencial Biodiesel está prestes a se tornar a maior produtora de energia renovável do mundo, dentre as usinas que utilizam o processo de transesterificação. A expectativa é que a terceira planta entre em operação no início do segundo semestre deste ano e eleve a atual capacidade de produção de 360 milhões de litros por ano para 900 milhões de litros, ao final dos primeiros 12 meses de operação.

No entanto, além da trajetória meteórica da Potencial Biodiesel, inaugurada em 2012, e da novata entre as marcas, a Potencial Glycerine, que fez sua estreia em 2018, também integram o escopo de trabalho da Potencial, a importação e exportação de produtos petroquímicos fósseis e biocombustíveis, por meio da BWI Trading; a Jeta Combustíveis, criada para atender o abastecimento de consumidores finais de médio e grande porte; a BWT Transporte, que opera como transportadora de combustíveis e, como não poderia deixar de ser, a pioneira Potencial Petróleo, distribuidora de petróleo fundada em 1994 e reconhecida como uma das 30 maiores empresas do sul do país.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES