Publicidade
Lava Jato

Empresa de filho de Lula é alvo do MPF

A força-tarefa da Lava Jato deflagrou ontem a Operação Mapa da Mina, que investiga repasses do grupo OI/Telemar para a empresa Gamecorp/Gol, de Fábio Luis Lula da Silva, filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo o Ministério Público Federal (MPF), o grupo Oi transferiu mais de R$ 132 milhões à empresa gerido por Fábio, além de Fernando Bittar, Kalil Bittar e Jonas Suassuna. Os pagamentos teriam sido feitos entre 2004 e 2016.
As investigações indicam que o ex-presidente teria beneficiado a OI, garantindo, por meio de atos, que fechasse uma negociação de seu interesse. De acordo com o MPF, Lula teria editado decreto para tornar viável, à concessionária, a compra da Brasil Telecom. Segundo o procurador do MPF, Roberson Pozzebon, as provas incluiriam registros telefônicos, transações bancárias e dados online.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES