Publicidade
Acorrentado

Empresário de Curitiba faz segundo dia de protesto

(Foto: Franklin de Freitas)

O empresário Arlindo Ventura, conhecido como “Magrão”, do O Torto Bar, no bairro São Francisco, completou na tarde de ontem 32 horas acorrentado em frente à agência da Caixa Econômica Federal, do Centro Cívico, em protesto a não liberação da linha de crédito prometida pelo governo federal para ajudar os micro e pequenos empresários. Segundo o presidente da Abrabar, Fabio Aguayo, Ventura estava há 55 horas sem comer nada. Até às 15h30 de ontem, a Caixa ainda não tinha se manifestado sobre o caso, e Ventura promete continuar o protesto até que obtenha uma resposta.
Ventura conta que desde fevereiro está tratando com o banco. Com três funcionários e fechado por conta do isolamento social, o empresário diz que não tem como segurar. “Eu não demiti ninguém, mas estou no meu limite”, afirma.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES