Publicidade
Transporte Coletivo

Empresas que não entregaram kit inverno terão que devolver recursos

As empresas de transporte coletivo que não entregaram até o início do inverno o reforço de uniforme para os dias frios poderão ser obrigadas a devolver os recursos correspondentes a essa despesa que foram incluídos na tarifa. No total, na repactuação da tarifa, no início deste ano, foram previstos R$ 360 mil, o que representa R$ 0,0012 na tarifa, para compra de luvas, gorro, pulôver e manta para os cerca de 4,4 mil cobradores da Rede Integrada de Transporte (RIT).

Os processos administrativos para devolução dos recursos serão abertos no início da próxima semana, uma vez que as empresas têm até esta sexta-feira (26) para apresentar à Urbs a relação dos cobradores que já receberam os agasalhos, anexando cópia dos recibos de entrega.

A Urbs também vai pedir explicações aos sindicatos de motoristas e cobradores (Sindimoc) e das empresas de ônibus do transporte coletivo (Setransp) sobre alterações que foram feitas na composição do kit Inverno sem comunicação à Urbs.

Nesta semana, que foi a mais fria do ano, cerca de 500 cobradores receberam cobertores entregues pelo prefeito Gustavo Fruet, que visitou estações tubo à noite, conversando com os profissionais. Por determinação do prefeito, os cobradores poderão utilizar o que considerarem necessário para se aquecer nos dias mais frios.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES