Assine e navegue sem anúncios [+]
Tragédia

Engavetamento de 23 veículos deixa oito mortos e 26 feridos na BR-277, em São José dos Pinhais

(Foto: Franklin de Freitas)

Oito pessoas morreram e 26 pessoas ficam feriadas em acidente envolvendo 22 veículos na noite deste domingo, 2 de agosto, na BR-277, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), sentido praias. Duas vítimas em estado crítico e com risco de morte foram encaminhadas a hospitais da região. 

Sete pessoas morreram no local e uma delas morreu já, no Hospital Cajuru. A informação da morte da oitava vítima foi confirmada pelo Instituto Médico Legal (IML). As vítimas são cinco mulheres e três homens. Os oito mortos já foram identificados. 

Tragédia: fumaça causa acidente com vários mortos e feridos na BR-277, em São José dos Pinhais


De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF-PR), o acidente foi por volta das 22h20, na BR-277, no km 76, sentido litoral, em São José dos Pinhais. A causa mais provável do acidente, ainda conforme relatório da PRF-PR, foi o forte nevoeiro, aliado à fumaça gerada por uma queimada em uma mata às margens da rodovia, o que teria prejudicdo a visibilidade dos motoristas. Em razão da restrição da visibilidade, alguns veículos se envolveram em uma colisão e permaneceram imobilizados sobre a via.

Alguns ocupantes dos carros envolvidos deixaram seus veículos e permaneceram na rodovia. Uma carreta, que não conseguiu frear, colidiu com os veículos parados na rodovia, atropelando as pessoas que estavam no local. Além da PRF, participaram do atendimento do acidente equipes do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e concessionária Ecovia.

Preliminarmente, no local do acidente, foram registradas 34 vítimas, sendo 7 fatais, 2 gravíssimas, com risco de morte, 5 graves e 20 vítimas leves. De acordo com os bombeiros,  envolveram-se no acidente cinco motocicletas, 16 veículos leves, entre eles uma viatura da Polícia Militar, e um caminhão do tipo carreta. Para o atendimento da ocorrência, foi usado um efetivo de guerra, com 10 ambulâncias, do Corpo de Bombeiros, do Samu e da concessionária que cuida do trecho, além de três caminhões de resgate e 15 viaturas policiais.

"O atendimento rápido foi graças a união de todos os órgãos organizados. Nós montamos um cenário de guerra. Nós localizamos as vítimas rapidamente, dividimos pela gravidade das lesões e com isso a transferência para os hospitais foi mais rápida. Infelizmente muitas vítiimas morreram no local", explicou Prestes. Por volta da 1h20 da madrugada desta segunda (3), os bombeiros aguardavam o trabalho do Instituto de Criminalística para que os veículos pudessem ser retirados da pista e a rodovia liberada.

As informações preliminares são de que o primeiro engavemtamento foi entre um motociclista e uma viatura da Polícia Militar, que interditou a pista. Depois disso, os carros que vinham atrás teriam ido para o acostamento e ligado o pisca alerta. Porém, o motorista do caminhão, sem enxergar os carros por causa da fumaça, em alta velocidade acabou praticamente passando por cima dos veículos que estavam já parados na pista. "Qualquer informação que dermos agora sobre o acidente, como velocidade e culpados, será precipitada. A Polícia Rodoviária Federal investigará o acidente e poderá se manifestar", afirmou Prestes. O motorista da carreta não sofreu ferimentos, mas ficou em estado de choque. 

Assine e navegue sem anúncios [+]

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. OK