EPE prevê crescimento da demanda de energia de 3,6% ao ano até 2029

A Empresa de Pesquisa Energética (EPE) prevê que a demanda de energia no Brasil vai crescer 3,6% ao ano até 2029, um acréscimo de 2.900 megawatts médios anualmente. Os dados constam no Plano Decenal de Energia 2029, que entra em consulta pública em outubro.

A taxa de crescimento do consumo de energia do novo plano foi antecipada há pouco pelo diretor de estudos de energia elétrica da EPE, Erik Rego, que substituiu o presidente da entidade, Thiago Barral na abertura do segundo dia do Encontro Nacional do Setor Elétrico (Enase) dedicado ao setor de gás natural, o Enase Gás, que ocorre paralelo ao evento principal.

"As hidrelétricas vão perder cada vez mais espaço para as térmicas e serão menos de 50% da geração de energia elétrica em 2029", disse Rego.

Atualmente, a geração hidrelétrica abastece cerca de 60% a demanda por energia elétrica no Brasil.