Publicidade
Litoral do Paraná

Equipe da UFPR resgata lobo-marinho-do-sul vivo em Guaratuba para reabilitação

(Foto: Registro do resgate - Reprodução de vídeo do LEC/CEM/UFPR)

Uma equipe do Laboratório de Ecologia e Conservação (LEC) da UFPR, via Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), realizou o atendimento de um lobo-marinho-do-sul vivo, avistado nas praias de Guaratuba, litoral paranaense. O animal, que é um macho juvenil e estava no costão rochoso da praia central de Guaratuba, foi contido e submetido a uma série de exames.

A equipe avaliou a saúde do lobo, fez a microchipagem, descoloração do pelo para fácil reconhecimento, coletou amostras de sangue e outros procedimentos, como testes rápidos de cinomose. O animal foi encaminhado para o CReD – Centro de Reabilitação, Despetrolização e Análise de Saúde da Fauna Marinha para uma avaliação mais cuidadosa e atendimento de seus parâmetros de saúde.

A espécie possui o hábito migratório e, ao longo do inverno, desloca da costa da Argentina e Uruguai em busca de alimento. É comum que ao longo do trajeto parem na faixa de areia para descanso e com frequência são avistados nas praias dos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo. Caso você aviste um pinípede, baleia, tartaruga, golfinho ou ave marinha morta ou debilitada, entre em contato com a a equipe pelo telefone: 0800 642 3341.

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural na Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama. Esse projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos.

O projeto é realizado desde Laguna (SC) até Saquarema (RJ), sendo dividido em 15 trechos. O Laboratório de Ecologia e Conservação da UFPR monitora o Trecho 6, compreendido entre os municípios de Guaratuba e Guaraqueçaba.

UFPR firma parceria com a Unesco e lança coalizão para reunir pesquisadores pela Década dos Oceanos

Uma parceria entre a Universidade Federal do Paraná (UFPR) e a Unesco mobilizará ações relacionadas à Década da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável, estipulada pela Organização das Nações Unidas para os anos de 2021 a 2030. A “Década do Oceano” construirá uma estrutura comum para que a ciência oceânica garanta a implementação da Agenda 2030 no âmbito dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU.

Na UFPR, a ação começou a ser articulada pelo Programa de Pós Graduação em Pós-Graduação em Sistemas Costeiros Oceânicos. Com a formação de uma rede colaborativa de pesquisadores, o grupo lançou um perfil no Instagram com um desafio para a sociedade pelo desenvolvimento sustentável. Foram mais de 1400 perfis engajados na campanha “30 dias pelos Oceanos”.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES