Assine e navegue sem anúncios [+]
Pandemia

Escolas infantis independentes protestam contra veto a funcionamento em Curitiba

Donos de escolas de educação infantil independentes fizeram nesta manhã de quarta-feira, 12 de agosto, um protesto em fente à Prefeitura de Curitiba. Eles querem a autorização para a reabertura das escolas, fechadas por conta da bandeira laranja da pandemia do coronavírus. 

Dados da Associação das Escolas Particulares da Educação Infantil (Assepei) revelam que 40% das matrículas em Curitiba já foram canceladas durante a pandemia de Covid-19. Os motivos são a crise financeira e a não obrigatoriedade de crianças entre 0 e 3 anos estarem matriculadas na escola. Na mesma sondagem, 40% dos proprietários de escolas de educação infantil dizem que correm o risco de fechar as portas e 60% deles afirmam que já tiveram que demitir funcionários. 

Uma das preocupações da Assepei é que quando a pandemia acabar, com escolas falidas e outras com estruturas prejudicadas, faltem vagas, o preço da mensalidade suba. 

A Assepei reúne 65 escolas de educação infantil de Curitiba e região e essas instituições atendiam antes da pandemia cerca de 5 mil famílias. A associação está filiada ao Sinepe, sindicato das instituições particulares de ensino do Paraná, que faz parte da comissão que analisa o protocolo de retorno às aulas junto à Secretaria de Estado de Educação (Seed).

As escolas independentes não são associadas à Assepei.

Assine e navegue sem anúncios [+]

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. OK