Publicidade
Nas últimas 24 horas

Espanha, Inglaterra e Itália registraram uma morte por Covid-19 a cada 48 segundos

(Foto: Divulgação/ Univ. John Hopkins)

Três dos países europeus mais afetados até aqui pela pandemia do novo coronavírus, Espanha, Inglaterra e Itália registraram nas últimas 24 horas 1.803 mortes provocadas pela Covid-19. Isso dá, em média, uma morte a cada 48 segundos.

Na espanha, foram 838 óbitos provocados pela nova doença, um novo recorde diário. O país já totaliza 6.528 mortes e o número de infectados por coronavírus atingiu 78.797.

Neste domingo, o governo espanhol resolveu tomar medidas mais duras para endurecer a quarentena e proibiu todo o trabalho não essencial. O chefe de emergências de saúde do país, Fernando Simón, disse que o número de pessoas em unidades de terapia intensiva continua aumentando e os hospitais estão em seus limites em várias regiões. "É por isso que temos que aplicar estritamente as medidas de controle", reforçou.

Já na Itália, foram 756 novas mortes e 5.216 novos infectados, totalizando 97.689 pacientes com a doença e um total de 10.779 mortes.

Na sexta-feira, o país havia batido recorde com 969 óbitos. Nos dois últimos dias, porém, esse número diminuiu. No sábado, por exemplo, haviam sido 889 mortes.

O Reino Unido, por sua vez, registrou 209 novas mortes por coronavírus nas últimas 24h, o que elevou o total de óbitos para 1.228. O total de casos é de 19.522, de acordo com o ministério da Saúde do país.

Canadá

O primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, disse neste domingo, 29, que continuará auto-isolado em casa, por precaução, apesar de sua esposa ter se recuperado da covid-19.

"O fato é que eu estava na mesma casa que alguém que até poucos dias atrás tinha coronavírus e, portanto, a contagem regressiva continuará, porque eu posso ter teoricamente pegado o vírus apenas alguns dias atrás, então continuarei isolado", declarou o premiê.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES