Publicidade

Esposa de Queiroz tem mandado de prisão domiciliar expedido

A Justiça do Rio intimou Márcia Oliveira de Aguiar, mulher de Fabrício Queiroz, a colocar tornozeleira eletrônica. A notificação foi feita nesta terça-feira, 14, e ela tem até cinco dias úteis para comparecer ao local em que colocará o equipamento. Márcia está com o marido em prisão domiciliar desde o fim de semana passado, depois de ter passado mais de 20 dias foragida. O mandado, contudo, só foi expedido nesta terça, 14.

Como estava preso, Queiroz já saiu da cadeia, na última sexta-feira, 10, com a tornozeleira inserida. Ela, porém, havia escapado da prisão no dia 18 de junho, então foi direto para casa após a decisão favorável ao casal no Superior Tribunal de Justiça. Agora, terá de comparecer a uma central da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) no Centro da cidade para buscar o instrumento que fiscalizará sua rotina junto com o marido.

Assim como Queiroz, Márcia é acusada de tentar obstruir as investigações sobre a "rachadinha" no gabinete do senador e ex-deputado estadual Flávio Bolsonaro. Em mensagens apreendidas pelo Ministério Público, ela assumia que poderia fugir caso tivesse prisão decretada.

O presidente do STJ, João Otávio de Noronha, concedeu a prisão domiciliar após pedido da defesa do casal. O motivo alegado foi a fragilidade da saúde de Queiroz no contexto de pandemia do coronavírus. Já Márcia ganhou o benefício para poder "cuidar" do marido.

O casal está em um dos imóveis registrados no nome deles em Jacarepaguá, zona oeste do Rio. Ontem, cinegrafistas flagraram Queiroz na varanda do apartamento. Hoje foi a vez de Márcia, que aproveitou o sol matinal carioca.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES