Publicidade
Violência

Rapaz com boné do MST é agredido perto da UFPR, no Centro de Curitiba

Rapaz com boné do MST é agredido perto da UFPR, no Centro de Curitiba
(Foto: Colaboração)

Um rapaz foi agredido no início da noite desta terça (9) próximo à Reitoria da Universidade Federal do Paraná (UFPR) no Centro de Curitiba, com garrafas de vidro quebradas. Segundo testemunhas, o ataque teria acontecido porque a vítima estava com um boné do MST .Os quatro autores estavam com camisetas de uma torcida organizada da Capital e gritaram  `Jair Bolsonaro` . Os agressores ainda quebraram o vidros da Casa da Estudante Universitária de Curitiba (CEUC) e da Biblioteca Central da universidade. De acordo com as testemunhas, eles só pararam porque várias pessoas saíram em defesa do rapaz.

Os autores fugiram assim que as pessoas começaram a defender o rapaz. A Polícia Militar foi chamada, mas não encontrou os autores. O Siate foi chamado para fazer os primeiros atendimentos ao rapaz, que foi encaminhado ao Hospital Cajuru com escoriações e cortes. A assessoria de imprensa da PM disse que a ´confusão´  envolveu um estudante e torcedores do Coritiba e não confirmou a motivação política, apesar das testemunhas ouvidas pelo BP afirmarem o contrário. Foi aberto boletim de ocorrência.

A Universidade Federal do Paraná enviou nota lamentando profundamente o ato de violência ocorrido em frente às suas dependências.  A Pró-reitoria de Administração e a Superintendência de Infraestrutura prontamente foram acionadas e já tomaram as devidas providências para garantir a segurança no local e boletins de ocorrência foram registrados.

"A UFPR repudia veementemente todo e qualquer ato de violência, de preconceito ou de discriminação e entende que os espaços universitários são ambientes de debate e do exercício de liberdade de opinião. Um espaço histórico e simbólico que deve se manter pleno da democracia e de continua resistência à intolerância, à violência e banidas as formas de opressão", diz a nota da UFPR.

 

DESTAQUES DOS EDITORES