Publicidade
Exposição no Pinheirinho

Estudantes aprendem sobre risco do câncer de intestino percorrendo 'túnel corpo humano'

(Foto: ABRAPRECI/Reprodução)

Curitiba recebe entre esta quinta-feira (29/11) e sábado (1º/12) a exposição “Intestino Gigante – Câncer do Intestino: conhecer para prevenir”. A mostra, que será realizada na quadra de esportes da Rua da Cidadania do Pinheirinho, conta com o apoio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) e da Regional Pinheirinho. O objetivo da ação é informar e alertar a população sobre o câncer colorretal (ou câncer de intestino).

A visitação será gratuita e aberta a toda a comunidade. Uma estrutura inflável em formato de túnel simulará o interior do intestino grosso. Ao percorrer o trajeto do ‘Intestino Gigante’, o visitante terá uma experiência interativa em que poderá observar os pólipos, que são as lesões pré-cancerígenas.

A atividade será acompanhada por profissionais da saúde e estudantes de medicina que realizarão explicações, darão informações e orientações sobre o diagnóstico da doença, tratamento e formas de prevenção. Também haverá a exibição de um vídeo explicativo sobre a formação dos pólipos e evolução para o câncer.

O Intestino Gigante é uma exposição itinerante que já visitou aproximadamente 60 municípios brasileiros, desde 2004, com finalidade educativa. A ação é promovida pela Sociedade Paranaense de Coloproctologia, em parceria com a Associação Brasileira de Prevenção de Câncer do Intestino (Abrapeci), Sociedade Paranaense de Endoscopia Digestiva e Sociedade Paranaense de Gastroenterologia e Nutrição.

Também conta com o apoio do Hospital de Clínicas de Curitiba, Hospital Cajuru, da Sociedade Brasileira de Coloproctologia (SBCP), da Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva (SOBED), da Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG) e do Grupo de Estudos em Doença Inflamatória Intestinal (GEDIIB).

Câncer de intestino

De acordo com Instituto Nacional de Câncer (Inca), no Brasil mais de 30 mil pessoas são diagnosticadas com câncer de intestino a cada ano, com taxa de mortalidade aproximada de 50%. Em 90% dos casos, o câncer de intestino pode ser evitado, caso diagnosticado o pólipo precocemente.

A médica proctologista, membro titular da Sociedade Paranaense de Coloproctologia, Maria Cristina Sartor explica que o alto índice de óbito está associado ao diagnóstico tardio. “A maioria dos tumores começa com um pólipo, benigno, que se transforma lentamente em câncer. Portanto, é possível a prevenção e o diagnóstico precoce”, explicou.

O câncer de intestino pode ocorrer em decorrência de fatores genéticos, ambientais e por estilo de vida. Entre os fatores associados ao estilo de vida estão: a obesidade, sedentarismo, tabagismo, consumo excessivo de álcool e alimentação inadequada. 

Na rede municipal de saúde, o atendimento é iniciado a partir das unidades básicas. Caso seja necessário, é feito o encaminhamento para especialistas e exames.  

Serviço: Exposição “Intestino Gigante – Câncer do Intestino: conhecer para prevenir”
Local: Quadra de Esportes da Rua da Cidadania do Pinheirinho (Av. Winston Churchill, 2033, Pinheirinho)
29/11 das 13h às 17h
30/11 das 9h às 17h 
01/12 das 9h às 13h

DESTAQUES DOS EDITORES